Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

MÚSICA

Teatro Arraial será palco de encontro da música pernambucana

Apresentação faz parte do projeto Dandô – o Circuito da Música Dércio Marques

Reprodução
O Teatro Arraial, localizado na área central do Recife, recebe nesta quarta-feira (22), às 20h, mais uma edição do projeto Dandô – o Circuito da Música Dércio Marques. A iniciativa tem o objetivo de fomentar a cultura popular através de intervenções musicais pelo Brasil, com a participação de um convidado especial. Desta vez, o anfitrião Paulo Matricó se apresentará ao lado do Duo Batente de Pau de Casarão, composto por dois alunos do departamento de Música da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

Com Philipe Moreira Sales no pífano e Mirael Lima (Dobinha) no violão de sete cordas, o duo foi formado em meados de 2009, a partir da disciplina de Prática de Conjunto do curso de licenciatura em Música. Tem como inspiração as bandas de pífanos, os violeiros e as manifestações culturais da região da caatinga do agreste pernambucano.

Natural de Caruaru, Paulo Matricó foi fundador do Grupo Matricó na década de 1980 e passou posteriormente a desenvolver um trabalho solo. Suas influências musicais vem de Luiz Gonzaga, João do Vale, Zé Marcolino e Elomar. Por duas vezes excursionou pela Europa, apresentando-se na Itália e na Alemanha. Em suas músicas, canta o amor, a roça e a cidade, misturando xote, baião, arrasta-pé, e toadas. Após o espetáculo de aproximadamente 1h30, haverá um bate-papo entre os artistas e a plateia.

Dandô – O Circuito da Música Dércio Marques

Lançada em setembro de 2013, em São Paulo, a ideia envolve artistas que já possuem reconhecimento do público, mas que podem ter uma melhor projeção a nível nacional. Cada participante terá a oportunidade de se apresentar em todos os pontos do circuito, que abrange vários estados do Brasil, levando seu trabalho país afora.

A escolha do nome Dandô vem de um trecho da canção Canto dos Ipês. A palavra é uma corruptela do verbo andar, no linguajar dos pretos velhos, e esse é o sentido do projeto: fazer os artistas ‘dandar’ e se apresentar em diferentes regiões, circulando como o vento pelo país. O projeto, que leva o nome de Dércio Marques, cantador falecido em junho de 2012, será realizado no Teatro Arraial nas penúltimas quartas-feiras de cada mês até o final do ano.

Serviço
Dandô – o Circuito da Música Dércio Marques
Quarta (19) | 20h
Teatro Arraial (Rua da Aurora, 457 – Boa Vista, Recife-PE)
R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)
Mais informações: (81) 3184 3057

< voltar para home