Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Festival pernambuco nação cultural

Abertura do Nação Cultural lotou Estação Ferroviária

Arnaldo Antunes e Edgard Scandurra fecharam a noite do Palco Nação Cultural (Foto: Daniela Nader)

Arnaldo Antunes e Edgard Scandurra fecharam a noite do Palco Nação Cultural (Foto: Daniela Nader)

Por Chico Ludermir

No dia em que Arnaldo Antunes e Edgard Scandurra apresentaram a Caruaru seu novo projeto, A Curva da Cintura, o público compareceu em peso à Estação Ferroviária, onde está montado o Palco Nação Cultural do FPNC. Mesmo sendo composto por músicas ainda desconhecidas do público, o show da dupla conseguiu animar a plateia com um misto de experimentalismo de voz, palavra e instrumento, e puro rock’n’roll.

A Curva da Cintura, última atração da noite, subiu ao palco depois de um show agitado de Ortinho. De volta à sua cidade natal, o caruaruense mesclou o repertório do seu CD mais recente, “Herói trancado” (2010), com músicas dos seus dois álbuns anteriores, “Somos” (2006) e “Ilha do destino” (2002). Jovial, com seus óculos escuros, Ortinho fez questão de dividir a alegria de estar de volta. “Tocar em Caruaru é sempre a realização de um sonho. Gosto de mostrar que é possível trabalhar e voltar à terra, ser o cara que estimula os artistas locais”, afirmou.

Além de A Curva da Cintura e Ortinho, a noite da quinta-feira (17) contou ainda com as apresentações de Rogéria e de Babi Jaques e os Sicilianos, de Caruaru. Nesta sexta-feira (18/5), a partir das 21h, o Palco Nação Cultural recebe Bongar & Benjamin Taubkin, Erisson Porto, Sangue de Barro e Otto, que faz show na cidade pela primeira vez.

 

< voltar para home