Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Festival pernambuco nação cultural

Ações de formação incentivam a valorização da identidade de Caruaru

Programação vai de 14 a 19/5, contemplando 12 espaços espalhados pela cidade. Os interessados podem participar das oficinas, palestras, roda de diálogos, seminário e papo criativo

Voltada para a divulgação da cultura pernambucana e o repasse de conhecimentos, a programação de formação do Festival Pernambuco Nação Cultural foi pensada para levar até Caruaru ações que estimulem a criação de soluções criativas, a elevação da autoestima, além de criar outros hábitos de vida.

“Se você quer bem feito, faça você mesmo”. Esse parece ser o lema de Neilton Carvalho, que começou a criar o que queria ou precisava ainda jovem. Primeiro foi a falta de dinheiro para comprar, depois veio a sensação de que o que ele fazia servia melhor do que o comprado em loja. Daí surgiu o Altovolts, grupo de pesquisa em música feita com tecnologias que a indústria acreditava que estavam mortas, mas que estão pra lá de vivas. Junto com Adriano Leão e Gilson Gerrard, Neilton fabrica artesanalmente amplificadores, pedais, gabinetes e instrumentos musicais. É para contar essa e outras histórias que Neilton fará, na quinta-feira (16/5), das 19h às 21h, a palestra “O negócio da música”, na Casa de Cultura José Condé.

Oficinas levam conhecimento e incentivam soluções criativas. Foto: Costa Neto / Secult-PE

Oficinas levam conhecimento e incentivam soluções criativas. Foto: Costa Neto / Secult-PE

Focada na elevação da autoestima de jovens que estão aguardando o julgamento de seus atos infracionais no Centro de Internação Provisória (CENIP), a ação especial de Hip Hop ministrada por Sérgio Ricardo deve reunir 45 participantes entre os dias 14 e 17/5, das 14 às 18h. As aulas serão divididas em dança de rua, oficina de rimas e palestras, com o objetivo estimular uma reflexão crítica do papel político, cultural e social que a cultura Hip Hop possui, por se tratar de uma das articulações que mais cresce e mobiliza a juventude, principalmente nas periferias das cidades.

Quem quiser mudar o estilo de vida, ampliar os conhecimentos e/ou aprender sobre o manejo de hortas medicinais pode participar da oficina “Horta medicinal e manejo de fitoterápicos”. As aulas serão ministradas pelo Dr. Celerino Carriconde, de 16 a 18/5, das 14h às 18h, no Assentamento Normandia. Sócio e fundador do Centro Nordestino de Medicina Popular, o médico mostrará aos interessados técnicas para a produção e cultivo de alimentos e ervas que podem ser utilizados para fins terapêuticos, além de fortalecer a relação da comunidade com plantas medicinais e suas aplicabilidades na atenção primaria à saúde.

Outro destaque da programação é a roda de diálogos sobre o Sistema Nacional de Cultura, que acontece na quinta-feira (16/5), das 19h às 21h, no Museu do Barro de Caruaru (MUBAC). Facilitada por Teca Carlos e Nilton Valença, a ação será voltada para gestores e membros do movimento cultural local sobre as regras e legislações relacionadas ao Sistema Nacional de Cultura (SNC), principal instrumento do novo sistema de gestão previsto para o funcionamento do Ministério da Cultura e demais órgãos estudais e municipais ligados à gestão cultural.

As inscrições para as ações de formação podem ser feitas nos próprios locais das oficinas e palestras. Para ver a programação completa de formação, clique aqui

 

< voltar para home