Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Festival pernambuco nação cultural

Carnaíba, terra do pífano

Encontro de Pífanos e Novena de Santo Antônio na cidade de Carnaíba (Foto: Costa Neto / Secult-PE)

Encontro de Pífanos e Novena de Santo Antônio na cidade de Carnaíba (Foto: Costa Neto / Secult-PE)

Por Julya Vasconcelos

“Quando era um tempo mais sofrido a gente arrancava o caroá, ia desfibrando ele e fazia vassoura, corda, fazia também pífano de cano de caroá e de cano de mamona”, diz o Mestre Dezinho do Pífano, da banda de Pífanos Travessão do Caroá, do Quilombo Eufrazino José da Silva. Mestre Dezinho conta que sempre houve muitas bandas do pífano e coco na zona rural da cidade de Carnaíba, no Sertão do Pajeú, e diz que quando viu pela primeira vez uma, a única coisa que lhe passou pela cabeça foi tocar. “Nosso sangue é de pífano e coco!”, diz o mestre, que toca junto com dois irmãos (Brasiliano e Agenor) e um primo (José Januário).

Seu Antônio Pedro também toca pífano. Deve ter um pouco mais de 60 anos. Trajando uma camisa vermelha, calça preta e chapéu de couro, assim como os outros integrantes da sua banda, a Santo Antônio, seu Antônio conta que a banda tem mais de 100 anos e foi fundada por um tio do seu pai. “Sempre vai passando de pai pra filho”, explica o mestre pifeiro.

A bandas de Mestre Dezinho e Antonio Pedro participaram, nesta sexta-feira (26/7), na cidade de Carnaíba, de um encontro de pífanos. A bandas São Sebastião (do Sítio de Brejinho de Ibitiranga) e Mestre Antônio também fizeram parte do encontro, que aconteceu juntamente com a novena da tradicional festa de São João Maria Vianney, padroeiro da cidade junto com Santo Antônio.

A tradição do pífano na cidade, assim como em vários outros municípios do sertão, como conta a Secretária de Cultura da cidade Margarida Pereira Lira, tem ligação direta com a igreja católica e as novenas. “Eles sempre tocam nas novenas dos sítios, nas capelas da zona rural, e também na frente da igreja”, explica a Secretária. “No final, eles até entram na igreja para fazer a avena, vão até o altar e reverenciam as imagens”.

Carnaíba ainda recebe a seguinte programação até sábado (28/7):

Cultura Popular

Sexta-feira, 27/7
Trio de Maneozinho e Seu Regional, Cici e Trio Esperança, Banda Sanfônica Maestro Israel Gomes, Zé do Chamego e Seu Regional, Forrozeiro Jéferson e Forrozeiro Edinho
Local: Pátio da Feira e Eventos Nilton Bezerra das Chagas
Horário: 18h

Povos Tradicionais

Sexta-feira, 27/7
Mostra de Cinema na Estrada
Local: Quilombo Abelha
Horário: 18h

Sábado, 28/7
16h30 – Encontro de Cultura Quilombola
Banda de Pífanos Quilombo Travessão, Coco de Roda Leão da Carapuça, Coco de Roda Quilombo Abelha
18h – Espetáculo Teatral Tropa do Balacobaco

 

< voltar para home