Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Festival pernambuco nação cultural

Clayton Barros anuncia novo projeto

7076740997_1e628fe577_z

Ex-integrante do Cordel do Fogo Encantado fechou a programação da sexta-feira 13 no Palco Coreto

Por Gilberto Tenório

A segunda noite do Palco Coreto, montado na Praça da Bandeira, em Arcovede, foi do samba ao pop. Vários estilos embalaram a noite do público que se acomodou entre os bancos e mesas do local. A noite que teve como atração principal o músico arcoverdense Clayton Barros, ex-integrante do Cordel do Fogo Encantado, além das apresentações da dupla Sergio Mutreta e Larissa, e do grupo Roda Quarto.

Coube à dupla arcoverdense Sérgio Mutreta e Larrisa abrir a noite. Com um repertório centrado em hits da MPB, com destaque para canções que ficaram famosas nas vozes de artistas como Zeca Baleiro, Cássia Eller e Marisa Monte, a sonoridade dos músicos agradou o público. “Adorei essa iniciativa, pois a programação começou cedo e deu para virmos direto do trabalho para cá”, comentou a comerciária Lúcia Oliveira.

O samba marcou presença na noite, com a apresentação do grupo Roda Quarto. Grandes mestres do gênero, como Adoniran Barbosa, Cartola e Bezerra da Silva, foram lembrados através de um repertório de clássicos que transformou o palco em uma verdadeira roda de samba.

Última e mais aguardada atração da noite, Clayton Barros apresentou canções que farão parte de um futuro projeto do artista, ainda em fase de formatação. Feliz por integrar a programação do festival, ao lado de outros companheiros do extinto Cordel do Fogo Encantado, como Lirinha e Emerson Calado, o músico comentou a importância do grupo na sua carreira. “Desde o início, nós entendemos o Cordel como um grande laboratório, onde nós pudéssemos expor nossas ideias, mas também sabíamos da liderança de cada um”, destacou.

Seguindo o conceito proposto para o palco, Clayton fez um show mais inimista, mostrando algumas novidades que farão parte de futuros projetos. “Conversando com a organização do evento, resolvi fazer um show ‘volta às raízes’, já que toquei muito na noite da cidade. Será uma forma de matar a saudade, mostrando um apanhado de tudo que fiz nos últimos dez anos e algumas novidades, como as canções de um projeto infantil que pretendo lançar em breve”, anunciou antes de subir ao coreto.

O cantor revelou, contudo, que o próximo passo na carreira será o CD que lançará em junho deste ano. Sobre esta nova fase, eles deu algumas pistas: “Venho com uma nova banda, chamada ‘Os Sertões’. Além de composições próprias, vamos apresentar duas interpretações: uma do cantor Zé Ramalho e outra do maestro norte americano Les Baxter. Teremos também a participação especial de Otto”, contou. Clayton Barros antecipou em primeira mão o nome do novo trabalho, que se chamará “A idade dos metais”. “Será um disco fortemente influenciado por instrumentos de sopro”, anunciou.

Hoje a programação do Palco Coreto, pelo Festival Pernambuco Nação Cultural 2012 – Sertão do Moxotó, traz as apresentações do Maracatu Batuque do Sertão, do projeto Nume (com Emerson Calado), e Cacau Arcoverde e Treminhão, a partir das 17h. Todas, mais uma vez, abertas ao público.

< voltar para home