Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Festival pernambuco nação cultural

Com festa e dança, termina o encontro indígena do FPNC Agreste Central

Todas as etnias de Pernambuco estiveram reunidas no mesmo toré. Foto: (Chico Ludermir)

Todas as etnias de Pernambuco estiveram reunidas no mesmo toré. Foto: (Chico Ludermir)

O dia foi também de compartilhamento da oficinas da semana

Por Chico Ludermir

Depois de cinco dias de rodas de diálogo, rituais e oficinas, o Encontro Juventude, Arte e Culturas Indígenas chegou ao fim, nesta sexta-feira (17). Como não podia deixar de ser, o dia de encerramento foi de festa e dança. Primeiro com o samba de coco Raízes de Ororubá, banda centenária Xukuru e, ao final, com um toré que reuniu representantes de todas as etnias de Pernambuco.

A sexta também foi o momento de compartilhamento das oficinas. Alunos e professores apresentaram produtos de artesanato, como esteiras de palha de bananeira, barretinas (chapéus de palha), jupagos (cajados de madeira) e pratos e esculturas de barro.

O clima de satisfação se refletia no rosto dos presentes. Dona Zenilada, anfitriã, considerada a mãe do povo Xukuru ,se disse muito emocionada e satisfeita. Seu neto, David Rian, que participou das oficinas e rodas, resumiu a sua experiência: “Esse encontro foi muito importante para todo mundo, em especial para os jovens. Tivemos a oportunidade de trocar e aprender com as outras 11 etnias do Estado”.

Henry Pereira, da coordenação de Povos Tradicionais da Secretaria de Cultura de Pernambuco, destacou a criação da Comissão Estadual de Juventude Indígena como ponto alto da semana. “O grupo criado no último dia foi reflexo do sucesso das atividades com os jovens”, afirmou.

 

< voltar para home