Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Festival pernambuco nação cultural

Cortejo arrastou moradores de Pesqueira

Os Caiporas, figuras típicas do Carnaval da cidade, participaram do cortejo em Pesqueira (Foto: Ricardo Moura)

Os Caiporas, figuras típicas do Carnaval da cidade, participaram do cortejo em Pesqueira (Foto: Ricardo Moura)

Por Raquel Holanda

A Praça Dom José Lopes, no Centro de Pesqueira, foi o local de encontro de brincantes e admiradores da cultura popular no final da tarde de sábado (18/8), último dia do FPNC do Agreste Central. Às 16h, teve início o Cortejo de Cultura Popular, que seguiu pela Avenida Joaquim de Brito e pela Rua Presidente Carvalho, principais vias da cidade, com destino ao Loteamento São Francisco, no bairro do Prado.

A Escola de Samba Ororubá, o Grupo Folclórico Os Cangaceiros, a Escola de Samba Labariri, Os Capioras e a Orquestra Lira da Tarde comandaram o desfile, que arrastou muitos moradores do Prado pelas ladeiras do bairro. Maria José estava  na calçada de casa aguardando a passagem do cortejo: “Eu gosto muito dos Cangaceiros, sempre que eles se apresentam acompanho”, contou. E a brincadeira da cultura popular não tem idade. Luzinete Delmiro, de 70 anos, moradora do Loteamento São Francisco, não teme as ladeiras do local e apenas fez seu esquente para a noite de festa. “Eu acompanho o Bloco Lira da Tarde agora para me animar para a festa que vai continuar para mim, pois sai logo mais com o Coco Cancão do Piô”, disse a senhora, enquanto era chamada pela neta para dançar os frevos cantados pela orquestra do bloco, que há 74 anos festeja o Carnaval no município.

“É emocionante ver as pessoas do meu bairro seguindo nossa escola”, comentou Maria Cíntia, madrinha de bateria da Escola de Samba Gigantes do Ororubá. Para o presidente da escola, o Seu Vila, o Carnaval é uma festa de rua e “merece ser festejada com o povo”.

< voltar para home