Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Festival pernambuco nação cultural

Figurinista comenta a moda do coco

No Coco, o figurino conta parte da história do grupo e do que eles pretendem mostrar. Foto: Eric Gomes

No Coco, o figurino conta parte da história do grupo e do que eles pretendem mostrar. Foto: Eric Gomes

Nesta sexta-feira (19), Arcoverde vai viver uma experiência diferente sobre o Coco, expressão tradicional da cultura na cidade. No final da tarde, às 17h, a produtora de moda e figurinista, Jéssica Tavares, irá comentar os figurinos usados pelos grupos “Coco Raízes de Arcoverde” e “Coco Trupé”.

A ideia da ação é explicar ao público em geral que o Coco é uma representação teatral dançada e sempre conta uma história. A partir disto, a facilitadora quer mostrar a função do figurino na composição dos personagens e mostra as maneiras de identificar a época e a região em que se passa a situação, os costumes, o vestuário, tipo físico e psicológico dos personagens. A análise é feita a partir das cores, dos cortes, das modelagens e dos estilos de cada figurino, que “dialoga” com a própria história do grupo.

Outras três ações de design e moda integram a programação do Festival Pernambuco Nação Cultural. A oficina de cartazes, ministrada por Raoni Assis acontece de 16 a 19/4, das 14 às 18h, no Sesc Arcoverde. Na quinta-feira (18/4), às 19h, o local também recebeu a palestra sobre o Concurso de Pôsteres Festival Pernambuco Nação Cultural, com os dois vencedores das primeiras etapas, Ayodê França e Daaniel Araújo. Também na quinta-feira, a cidade de Custódia recebeu a palestrante Renata Garcia para uma palestra sobre customização de produtos artesanais.

< voltar para home