Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Festival pernambuco nação cultural

Mistura de ritmos ferve a primeira noite do Palco Coreto em Caruaru

Alexiana, e seu rock despojado, encerram a primeira noite de shows no Palco Coreto. Foto: Ricardo Moura/Secult-PE

Alexiana, e seu rock despojado, encerram a primeira noite de shows no Palco Coreto. Foto: Ricardo Moura/Secult-PE

Ela encerrou ta noite da quinta-feira (16/5) com a energia de quem está apenas começando e não está para brincadeiras. Alexiana é o retrato de uma cena musical roqueira que vem se fortalecendo em Caruaru. Mas, ela não para por aí, envolve outros ritmos, canta axé, MPB e até pop sem perder a pegada autoral.

Bem antes da pernambucana Alexiana, subiram ao palco o cantor caruaruense, Evaldo Cavalcanti, e sua banda para abrir a noite. Entre os dois, o ritmo mudou, surgiram cadeiras na plateia e, quem nunca tinha visto um fado, teve a oportunidade de conhecer o trabalho do cantor e instrumentista português, Mário Moita. Natural da região do Alentejo, no sul da terrinha, Mário executava suas músicas tristes, como ele chama o fado, temperadas com romantismo e saudosidade na terra do São João.

Com fados alegres, tristes e até dançantes, Mário Moita apresentou uam das tradições portuguesas mais famosas no mundo. Foto: Ricardo Moura/Secult-PE

Com fados alegres, tristes e até dançantes, Mário Moita apresentou uam das tradições portuguesas mais famosas no mundo. Foto: Ricardo Moura/Secult-PE

“Costumo tocar em teatros, ou em igrejas, mas tenho gostado muito de tocar em festivais. Ao ar livre é muito mais difícil de se concentrar, e você nunca sabe exatamente que resultado isso vai dar”, comenta Mário. Além do barulho natural da cidade, o palco fica em um corredor de passagem que também atrai quem não tinha intenção de curtir um show no caminho de volta para casa e são essas “adversidades” que atraem Mário. “Tenho tocado em lugares que os portugueses não costumam ir, apresentado a nossa música a pessoas que nunca tinham ouvido falar em fado”, completa. Sua música tem rodado o mundo, se contagiando com outras culturas e criando uma música totalmente nova. Seu novo CD mistura as tradições de Portugal com as da Espanha, Marrocos, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, e Brasil.

 A programação segue hoje e amanhã no Palco Coreto. Confira a programação:

Palco Coreto
Horário: 18h
Local: Estação Ferroviária

Sexta-feira, 17 de maio- Suíte de Barro
- Heitor
- Brasis (PB)

Sábado, 18 de maio

- Thiago Rozilla
- Outras Falas
- Cassio Sette

< voltar para home