Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Festival pernambuco nação cultural

Música contemporânea encerrou festival em Arcoverde

Público no encerramento do Palco Nação Cultural em Arcoverde (Foto: Costa Neto)

Público no encerramento do Palco Nação Cultural em Arcoverde (Foto: Costa Neto)

Por Leonardo Vila Nova

Um grande e instigado público compareceu à última noite de shows do FPNC Moxotó – neste sábado, 20/4. Celebrando a passagem do festival por Arcoverde e outras seis cidades da região, além do legado positivo que o evento deixa para o fomento da cultura local e a circulação dos artistas, moradores e visitantes conferiram performances marcantes de alguns destaques da cena musical contemporânea.

Marcelo Jeneci foi um dos convidados do show de Vertin Moura, que abriu a noite (Foto: Costa Neto)

Marcelo Jeneci foi um dos convidados do show de Vertin Moura, que abriu a noite (Foto: Costa Neto)

Abrindo a noite, o show do cantor e compositor Vertin Moura, natural de Juazeiro (BA), foi marcado pela delicada combinação que o artista realiza entre a poesia e o teatro, além das participações especiais. Entre elas, a dos cantores Helton Moura e Marcelo Jeneci.

A batida eletrônica da dupla Radiola Serra Alta foi bem recebida pelo público (Foto: Costa Neto)

A batida eletrônica da dupla Radiola Serra Alta foi bem recebida pelo público (Foto: Costa Neto)

De Triunfo (PE), veio a dupla Radiola Serra Alta e sua mistura sonora arrojada, híbrida das tradições populares, como o coco de roda e a embolada, diluídos nas batidas eletrônicas do drum’n’bass e do house. Trajados de O Careta e A Veinha, personagens típicos do Alto Sertão do Pajeú, a dupla fez sua primeira apresentação em Arcoverde.

Ex-Cordel do Fogo Encantado, Clayton Barros liderou apresentação da banda Os Sertões (Foto: Costa Neto)

Ex-Cordel do Fogo Encantado, Clayton Barros liderou apresentação da banda Os Sertões (Foto: Costa Neto)

Quando o arcoverdense Clayton Barros e toda a turma de Os Sertões subiram ao palco, uma espécie de alegria daquelas que a gente sente quando volta pra casa ou está em família tomou conta da Praça Virgínia Guerra. Mesmo apresentando o repertório do primeiro álbum do grupo (“A Idade dos Metais”), não faltaram homenagens ao Cordel do Fogo Encantado e ao samba de coco, dois ícones culturais do Moxotó.

O cantor Otto fez seu primeiro show na cidade (Foto: Costa Neto)

O cantor Otto fez seu primeiro show na cidade (Foto: Costa Neto)

O encerramento da noite coube ao cantor Otto, que trouxe à cidade o show da turnê “The moon 1111′, com a participação da Jambroband (Fernando Catatau e Junio Boca nas guitarras, Rian Bezerra no baixo, Carranca na bateria e Toca Ogan, Marcos Axé e Male na percussão). Em seu primeiro show na cidade, Otto não escondeu a alegria por cantar na região que o inspira como artista. Como resultado, além das músicas do novo álbum e algumas também do anterior “Certa manhã acordei de sonhos intranquilos”, o cantor abriu espaço no set list para o coco e finalizou sua apresentação convidando novamente ao palco o líder de Os Sertões e ex-Cordel, Clayton Barros.

A próxima parada do FPNC é Caruaru, agora em maio. Em breve, traremos mais informações. Até lá!

< voltar para home