Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Festival pernambuco nação cultural

Poesia nas veias de São José do Egito

Aleixo Leite Filho, o poeta paraibano Diniz Vitorino e Cancão (Foto: Urbano Lima)

Aleixo Leite Filho, o poeta paraibano Diniz Vitorino e Cancão (Foto: Urbano Lima)

Começa nesta sexta (27/7), a partir das 15h30, uma programação em homenagem ao centenário do poeta Cancão em São José do Egito. A cidade é famosa pela forte tradição de poesia, e nasceram lá, além de Cancão, outros grandes poetas populares, como Antônio Marinho, Lourival, Otacílio e Dimas Batista, Rogaciano Leite, só para citar alguns. “A ideia foi abrir um espaço para a discussão sobre a obra do Pássaro Poeta, culminando as ações em torno do seu centenário, mas sem esquecer a celebração de sua obra e da poesia popular do Sertão do Pajeú, cuja força é reconhecida em toda a região”, destaca Wellington de Melo, escritor e coordenador de Literatura da Secretaria de Cultura de Pernambuco.

Segundo Wellington, diz-se que o rio que dá nome à região tem em suas águas algo de mágico, sendo uma espécie de “rio feiticeiro”, que leva poesia para o sangue do seu povo. Assim, Tabira, Afogados da Ingazeira, Tuparetama, Itapetim, e tantas outras cidades, também fazem brotar poetas a todo instante. “O que chama a atenção é que existe uma nova geração de poetas com nomes como Clécio Rimas, Caio Meneses, Dudu Morais, Alexandre Morais, que fazem juz a essa tradição e levam adiante a poesia do Pajeú, mais viva do que nunca”, diz, animado, sobre a continuidade da tradição da região.

O poeta cearense Zé Vicente acompanhado do lendário Louro do Pajeú (Foto: Paulo Carvalho)

O poeta cearense Zé Vicente acompanhado do lendário Louro do Pajeú (Foto: Paulo Carvalho)

A programação foi construída em parceria com escritores e professores que tem relação com o a obra de Cancão. Lindoaldo Campos, que organizou a obra reunida de Cancão, “Palavras ao Plenilúnio”, o pesquisador Ésio Rafael e o escritor Marcos Passos, além do professor Josivaldo Custódio, da Universidade de Pernambuco, foram responsáveis, juntamente com a equipe da Coordenadoria de Literatura, pela elaboração da grade de atividades intensa que acontecerá nesta sexta-feira (27/7), a partir das 15h30 e no sábado (28/7), das 10h30 às 22h.

Serão palestras, mesas redondas, shows, mesas de glosa e recital de poesia. Alguns destaques são o lançamento do livro “Cancão, o gênio inocente”, de Paulo Passos e a Mesa de Prosa, na manhã do sábado, que traz amigos e conhecidos de Cancão para falarem sobre o poeta.

Confira abaixo programação completa de literatura em São José do Egito:


Sexta-feira, 27/7

Centro de Inclusão Digital

15h às 16h – Palestra de abertura
Cancão e Augusto dos Anjos: Diálogo entre o popular e o Erudito
Facilitador: Prof. Dr. Josivaldo Custódio

16h15 às 16h45 – Cantoria
Os dois coqueiros – Afonso Pequeno e Lázaro Pessoa
Apresentação: Marcos Passos

17h às 18h – Palestra
O cantador do Pajeú – Tradição e oralidade poética popular
Facilitador: Profª Drª Karlla Christine Souza (UERN)

20h – Laçamento do livro: Cancão, o gênio inocente
Autor: Paulo Passos

20h15 às 21h15 – Mesas de Glosa: Ninho Roubado
Facilitadores: Aldo Neves (Tuparetama), Alexandre Morais (Afogados da Ingazeira), Clécio Rimas e Dudu Morais (Tabira), Caio Meneses, Maciel Correia e João Filho (São José do Egito), Zé Adalberto (Itapetim)

Show Palavras ao Plenilúnio
Chico Pedrosa e Bia Marinho
Local: Centro de Cultura Professor Bernardo Jucá
Horário: 21h30

Sábado, 28/7

10h30 às 12h30 – Mesa de Prosa: A casa do ébrio
Facilitadores/prosadores: Antônio de Catarina, Zé Silva, Edvaldo da Bodega, Sebastião Siqueira (Beijo), Cícero Formosino, Pedro Tunu, Reginaldo, Ida de Coraci, Joselito Nunes, Donzílio Luiz.
Apresentação: Edinaldo Leite
Local: Sheko´s Bar

15h às 16h – Palestra
O conto popular e a poesia de Cancão – um estudo comparativo
Facilitador: Profª Drª Maria Nazareth Arrais (UFPB)
Local: Centro de Inclusão Digital

16h às 17h15 – Aula espetáculo: A serra do Teixeira e o nascimento do Poeta Pássaro
Facilitadores: Edison Roberto, Marcos Passos e Greg Marinho.
Local: Centro de Inclusão Digital

17h30 às 18h30 – Palestra de encerramento
A poesia de Cancão como marco do Pajeú
Facilitador: Prof. Dr. Nélson Barbosa (UFPB)
Local: Centro de Inclusão Digital

19h às 20h – Recital Poético
Apresentação: Marcos Passos
Local: Centro de Inclusão Digital

20h30 às 21h45 – Mesa Redonda: Cancão e a tradição poética do Pajeú
Facilitador: Aroldo Ferreira Leão (UNIVASF), Neném Patriota, Colégio Interativo (São José do Egito), Meca Moreno (UNICORDEL).
Local: Centro de Inclusão Digital

22h – Show Depois da Chuva
Em Canto em Poesia e Tonino Arcoverde
Local: Centro de Cultura Professor Bernardo Jucá

 

< voltar para home