Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Festival pernambuco nação cultural

Tradição popular pelas ruas de Taquaritinga do Norte

Apitos, penas, chocalhos, metais, estandartes, tamborins, cornetas, danças, alegria. Não há lista de palavras que descreva a ação de um cortejo de manifestações populares. Foi com esta festa, que tirou a população de suas casas e levou todos às ruas, que o Festival Pernambuco Nação Cultural despediu-se de Taquaritinga do Norte, no último domingo.

O cortejo se concentrou no Ginásio Experimental e, de lá, seguiu seu desfile de cores, músicas e danças com os bois Pavão, Boi Dourado de Limoeiro, Boi leão, Boi Carinhoso, Boi da Cara Branca, além da orquestra Calus Frevança e bonecos gigantes. No final do trajeto, os grupos se espalharam pela praça Otto Sailer, na parte central de Taquaritinga e permaneceram sob os olhares de moradores e turistas, tocando suas loas e fazendo suas manobras com os bois, e com o Mateus e Catirina. Após os bois, a população foi ao coreto da cidade e assistiu a um encontro de bandas Filarmônicas, que juntou as tradicionais Orquestra Dom Luiz e Orquestra de Orobó.

Finalizar o FPNC com as manifestações da nossa cultura popular demonstra que a cada edição, o Festival de fato se firma como um momento de democratização da cultura; quando grupos que dificilmente se apresentariam fora da estação de um Carnaval, ou fora do circuito onde comumente costumam estar, podem ser apreciados, entendidos, talvez até vistos pela primeira vez. Essa troca, entre artista e público, é o que move a caravana do FPNC. Próxima parada: Gravatá, de 01 a 06 de outubro.

A cultura popular esteve presente em todos os festivais, fortalecendo as expressões artísticas de cada região. Foto: Costa Neto

Grupos de cultura popular tomaram conta das ruas de Taquaritinga. Foto: Costa Neto

O FPNC se despediu com um Encontro de Filarmônicas. Foto: Costa Neto

O FPNC se despediu com um Encontro de Filarmônicas. Foto: Costa Neto
< voltar para home