Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Festival pernambuco nação cultural

Um passeio pela dança popular

Maracatu Nação Pernambuco apresenta o espetáculo "Nação Dança Pernambuco" no Cine Teatro Guarany (Foto: Edmar Melo)

Maracatu Nação Pernambuco apresenta o espetáculo “Nação Dança Pernambuco” no Cine Teatro Guarany (Foto: Edmar Melo)

O espetáculo “Nação Dança Pernambuco” abriu, nesta terça-feira (24/7), no Cine Teatro Guarany, em Triunfo, a programação de artes cênicas do Festival Pernambuco Nação Cultural edição Sertão do Pajeú.

A apresentação é uma coletânea de coreografias retiradas de vários espetáculos do grupo Maracatu Nação Pernambuco, desde 1992. A proposta é uma viagem pela dança popular, com pequenas esquetes de maracatu, frevo, coco, ciranda, cavalo marinho, dentre outros ritmos tradicionais. “Procuramos colocar ritmos diferentes, danças diferentes em cena, para poder dar uma visão global da riqueza da dança em Pernambuco”, afirma Amélia Veloso, diretora do espetáculo.

Danças de raizes africanas estiveram presentes na coletânea de coreografias (Foto: Edmar Melo)

Danças de raizes africanas estiveram presentes na coletânea de coreografias (Foto: Edmar Melo)

 

Sobre a escolha do espetáculo para abrir a programação de cênicas do festival , Marília Rameh, Assessora de Dança da Secretaria de Cultura de Pernambuco, afirma que a importância do grupo no cenário artístico pernambucano e atuação destacada na pesquisa da dança popular foram importantes para a decisão. “A pesquisa de dança do Maracatu Nação Pernambuco é um desdobramento da metodologia brasílica do Balé Popular do Recife, então é um trabalho que tem uma importância muito grande, inclusive por ser o trabalho de um grupo que está há 23 anos em atividade, e nós sabemos que manter um trabalho por esse tempo todo, continuamente, não é nada fácil”, explica a Assessora.

E até o dia 29/7, serão ao todo oito espetáculos apresentados tanto no tablado quanto nas ruas de Triunfo. Segundo Marília Rameh, circo, dança e teatro para todos os gostos e idades pretendem compor uma programação pensada para ser diversa e ao mesmo tempo dar conta de um diálogo com a localidade.


Está aberto, oficialmente, o FPNC Sertão do Pajeú!

Um pouco antes do início do espetáculo, Leo Antunes, Coordenador dos Festivais Pernambuco Nação Cultural e Célio Pontes, Coordenador de Equipamentos da Secult-PE, abriram oficialmente o FPNC Sertão do Pajeú.

“É um prazer imenso que a Secretaria de Cultura tem de realizar o festival aqui”, disse o Coordenador, que enfatizou sobretudo a importância cultural da tradicional Festa dos Estudantes e da própria cidade de Triunfo, polo do FPNC na região.

Célio Pontes falou especialmente sobre o processo de restauração, requalificação e manutenção do Cine Teatro Guarany. “O Cine Teatro é muito importante, pois é um polo irradiador de cultura aqui no Pajeú, e é um compromisso do Governo requalificar toda essa rede”, refletiu o Coordenador, que reforçou o compromisso de dar continuidade às ações para melhoria do equipamento.

< voltar para home