Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Festival pernambuco nação cultural

Uma noite para o Rei do Baião

Joquinha Gonzaga é a grande atração de hoje (Foto: Costa Neto)

Joquinha Gonzaga é a grande atração de hoje (Foto: Costa Neto)

Arcoverde, porta de entrada do Sertão do Moxotó, vai estar em ritmo de forró nesta quinta-feira (12/4). Na noite em homenagem ao centenário de Luiz Gonzaga, o Palco Nação Cultural vai receber quatro atrações na Praça Virgínia Guerra, no Centro da cidade, a partir das 21h.

Radicado na cidade, Tonino Arcoverde abre a festa tocando seu violão em estilo flamenco. Vindo de uma temporada em Minas Gerais, o cantor volta à terra natal para apresentar músicas dos seus três CDs e ainda muito do seu repertório novo, que tem como mote a obra do poeta Cancão, cujo centenário também é comemorado em 2012. Sem se esquecer do grande homenageado da noite, Tonino promete tocar “O fole roncou”, do Rei do Baião, e ainda “Terra boa”, composição sua em homenagem a Luiz Gonzaga.

Prestes a lançarem seu primeiro CD, Os Pariceiros são a segunda atração da noite e trazem para o palco toda a vivência que têm com sanfoneiros e cantadores de viola. Como fazem desde 2003, quando criaram a banda, cantarão versões de músicas de Jackson do Pandeiro, Trio Nordestino e muita coisa de Luiz Gonzaga. Composto por sete músicos de Arcoverde, o grupo vai se apresentar no “terreiro de casa”. “Me sinto um pariceiro, no meio de tantos pariceiros”, brinca George, vocalista da banda, que também declama poesias ao longo do show.

Mais um que toca em casa, Paulinho Leite promete animar os conterrâneos com muito xote, baião e xaxado. E como sempre faz, dedicará grande parte do seu show a Gonzagão.  “Vou tocar seis músicas de Luiz Gonzaga com uma roupagem nova”, diz. As canções de Gonzaga “Que nem jiló” e “Sebastiana” estarão no repertório junto a versões de músicas de Gilberto Gil e do “Floresta de Xaxado”,  DVD de Paulinho, lançado em 2011.

Para fechar a noite, Joquinha Gonzaga, sobrinho e herdeiro do Rei do Baião, sobe ao palco a 0h30 com seu show de comemoração ao centenário do Velho Lua. O sobrinho, que conviveu de perto com Gonzagão, vai cantar músicas que gravou com o tio, além de contar causos e histórias que vivenciou ao lado do mestre.  “Quando subo no palco, procuro contar essa história bem particular, porque ele também tratava seu público como se fosse da família”, explica o filho de Muniz. “Eu tenho esse orgulho e gosto de passar e ver de perto a alegria do povo ao escutar essas histórias e músicas do meu tio”, confessa.

A noite em homenagem a Luiz Gonzaga acontecerá em todas as edições do Festival Pernambuco Nação Cultural neste ano em que se comemora o centenário do artista.

Também nesta quinta, em Arcoverde, no palco do Coreto, na Praça da Bandeira, acontecem os shows das bandas Baião de Viola, Lia Moraes e Orquestra Sertão, a partir da 18h. Toda a programação é gratuita.

 

< voltar para home