Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

PATRIMÔNIO CULTURAL

Funcultura inicia seu Ciclo de Capacitação e prorroga o prazo de inscrições

As atividades formativas, que vão circular por todas as 12 Macrorregiões do Estado, começam na segunda-feira (19), na cidade de Goiana. Já o prazo de entrega de projetos ao Funcultura foi adiado para o dia 13 de abril

A Secult-PE e Fundarpe dão início, nesta segunda-feira, 19 de março de 2018, ao Ciclo de Capacitação do Funcultura Geral e da Música, nas 12 regiões de desenvolvimento do Estado, contemplando as seguintes cidades:

Sertão Central: São Bento do Una, Garanhuns
Agreste Central: Caruaru
Sertão Central: Salgueiro
Sertão de São Francisco: Petrolina, Santa Maria da Boa Vista
Sertão de Itaparica: Belém de São Francisco
Sertão do Araripe: Exu. Mata Sul: Palmares, Vitória de Santo Antão
Mata Norte: Carpina
Sertão do Pajeú: Serra Talhada
Sertão do Moxotó: Sertânia.
Agreste Setentrional: Surubim
RMR: Goiana, Camaragibe, Recife – SEAD, Museu do Trem. Compaz – Alta Santa Terezinha. Olinda – Focca.
Povos Tradicionais: Salgueiro – Conceição da Crioulas e Águas Belas.

Para ter acesso ao cronograma de realização das capacitações, clique AQUI.

O Ciclo de Capacitação será realizado no período de 20 de março a 06 de Abril de 2018. Poderão participar artistas, produtores culturais e fazedores de Cultura, que atuam no conjunto da cadeia da cultura do estado. Com esta iniciativa o sistema Secult/Fundarpe, pretende contribuir para o processo de descentralização e regionalização no acesso aos editais de Música e Geral 2017/2018.

Esta iniciativa de formação se propõe a divulgar amplamente os conteúdos no âmbito da elaboração de projetos, apresentação de formulários específicos, apresentação dos editais. Para ter acesso aos documentos a serem utilizados, acesse AQUI para os relacionados ao Funcultura Geral e AQUI para o Funcultura da Música.

Neste ciclo teremos formação direcionada para artistas e fazedores de cultura, com deficiência. Esta é uma novidade no ciclo de 2018, e será realizado em parceria com SEAD, na cidade do Recife.

Nesta edição o Sistema Secult/Fundarpe também realizará o Birô de Atendimento, que funcionará nos dias 19,20 e 22 de março de 2018, no Espaço Pasárgada, das 9h às 17h. Os coordenadores e assessores das linguagens da Secult-PE e Fundarpe farão um atendimento presencial com os produtores e artistas, a fim de esclarecer suas dúvidas e detalhar como eles podem se inscrever nas linhas de cada área”. CLIQUE AQUI para o calendário.

PRORROGAÇÃO DE PRAZO DE INSCRIÇÃO DE PROJETOS AOS EDITAIS FUNCULTURA GERAL E DA MÚSICA

A Secult-PE e Fundarpe também anunciam a extensão do prazo de inscrições de projetos aos Editais Funcultura Geral e da Música. A data de finalização das inscrições foi modificada do dia 29 de março de 2018 para o dia 13 de abril de 2018, no mesmo horário das 08 às 12 horas. Para ter acesso a atualização da documentação, CLIQUE AQUI para o Edital Geral e CLIQUE AQUI para o Edital da Música.

PRORROGAÇÃO DE PRAZO DE INSCRIÇÃO DE CADASTRO DE PRODUTOR CULTURAL – CPC

A fim de melhor atender aos artistas, produtores culturais e fazedores de Cultura que atuam no conjunto da cadeia da cultura do estado, a Secult-PE e Fundarpe também prorrogarão a inscrição ou renovação perante o CPC (Cadastro de Produtores Culturais) para aqueles que participarem do Ciclo de Capacitação Regionalizada do Funcultura 2017/2018, os quais poderão fazer (inscrição e renovação do CPC) até 11 de abril de 2018.

FUNCULTURA GERAL E DA MÚSICA

O edital Funcultura Geral vai incentivar com R$ 17.640.000,00 milhões a produção, a difusão, a pesquisa e a formação nas seguintes linguagens artísticas e áreas culturais: Artesanato; Artes Plásticas e Gráficas; Circo; Cultura popular; Dança; Design e Moda; Fotografia; Gastronomia; Literatura; Ópera; Patrimônio; e Teatro. Existe ainda a categoria Artes Integradas, que possibilita projetos que promovam o diálogo entre diferentes linguagens. O II Edital da Música aprimora as áreas e as categorias que já eram contempladas, quando o segmento estava dentro do edital geral, com a diferença de mais recursos e portanto mais projetos contemplados nesta área. Nessa primeira edição, estão garantidos R$ 4,680 milhões exclusivamente para os projetos ligados à cadeia da música no Estado. Nas seguintes categorias: 01 – Circulação; 02 – Gravação; 03 – Festivais; 04 – Produtos e Conteúdos; 05 – Economia da Cultura; 06 – Manutenção de Bandas de Música (Filarmônicas), Escolas de Bandas de Música e Corais; 07 – Difusão da rede de Equipamentos do Estado; 08 – Formação e Capacitação em Música; 09 – Pesquisa Cultural em Música.

< voltar para home