Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

PATRIMÔNIO CULTURAL

Fundarpe promove seminário sobre os Patrimônios Culturais Imateriais do Brasil em PE

O evento percorrerá unidades da UPE em cidades de quatro macrorregiões do Estado: Recife, Petrolina, Garanhuns e Nazaré da Mata

Priscilla Buhr

Priscilla Buhr

Os Caboclinhos foram recentemente declarados como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil

Pernambuco se destaca no cenário nacional por apresentar significativa e diversificada produção cultural mantida nos saberes tradicionais, na gastronomia, nas formas de expressão, religiosidade e dos lugares de referência para comunidades e grupos culturais.

Identificar e reconhecer estes bens culturais, por meio das políticas públicas de preservação do patrimônio cultural, pontua e insere essa diversidade cultural no contexto das políticas culturais potencializando recursos voltados para a preservação de cada um desses bens culturais reconhecidos em nosso Estado. É com esse intuito que o Seminário Patrimônios Culturais Imateriais do Brasil em Pernambuco propõe-se a evidenciar, nos dias 20 (Recife) e 25/4 (Petrolina), a trajetória que esses diferentes segmentos percorreram para alcançar o registro como Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial, conforme a política de Registro do Bem Cultural de Natureza Imaterial do Brasil, sob a responsabilidade do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan. São eles: Feira de Caruaru, Frevo, Roda de Capoeira, Ofício de Mestre de Capoeira, Maracatu Nação, Maracatu de Baque Solto, Cavalo Marinho, Teatro de Bonecos Popular do Nordeste (TBPN) – Mamulengo, e Caboclinho.

Fruto de uma parceria firmada entre a Secult-PE/Fundarpe e a Universidade de Pernambuco (UPE), através da Pró-reitoria de Extensão e Cultura, o evento acontecerá nos pólos da UPE distribuídos nas quatro macrorregiões do Estado: Recife, Petrolina, Garanhuns e Nazaré da Mata. A atividade percorrerá essas cidades acompanhada da exposição homônima, lançada em julho de 2016 durante o Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), e que este ano circulará sob os cuidados da UPE.

A presidente da Fundarpe, Márcia Souto, ressalta que a realização conjunta do seminário/exposição dentro do ambiente acadêmico permite a ampliação das temáticas propostas e a difusão nos diferentes territórios do Estado, aproximando estudantes, pesquisadores e detentores da realidade das políticas públicas de preservação do patrimônio e divulgando a diversidade cultural do Estado. “Estas ações configuram-se como instrumentos de promoção, difusão, e reflexão acerca dos bens culturais pernambucanos sob o prisma da preservação cultual e das políticas públicas de preservação e gestão do patrimônio cultural no país”, afirma a presidente.

Além das mesas-redondas e da exposição, o seminário também irá divulgar os resultados dos Inventários de identificação de referências cultuais produzidos pela Fundarpe e Secult (nos casos do Maracatu Nação, Maracatu de Baque Solto, Cavalo Marinho e Caboclinhos) e pretende suscitar novas pesquisas no meio acadêmico sobre esses bens culturais. “Com esses encontros na UPE, queremos promover uma reflexão acerca desses nove bens culturais pernambucanos, evidenciando não só a salvaguarda da memória e documentação dos bens culturais inventariados, como também as políticas públicas de preservação e gestão do patrimônio cultural no país”, frisa Márcia Souto.

Programação

UPE – Campus Recife
Seminário Patrimônios Culturais Imateriais do Brasil em Pernambuco
Dia 20 de abril

14h30 – Mesa de Abertura – (convidados Institucionais/ assinatura do termo de cooperação e parceria para a Semana do Patrimônio)

Fundarpe
Márcia Souto – Presidente da Fundarpe
Antonieta Trindade – Vice-Presidente da Fundarpe
Márcia Chamixaes – Gerente-Geral de Preservação do Patrimônio Cultural
Célia Campos – Gerente de Preservação Cultural

UPE
Pedro Falcão (Reitor UPE)
Socorro Cavancanti (Vice-reitoria UPE)
Renato Moraes (Pró-reitor de Extensão e Cultura)
Roberto Santos (Diretor do IAUPE)
Viviane Tannuri (Direção da FENSG)
Marianne Marinho (Direção da UPE Petrolina)
Rosângela Falcão (Direção da UPE Garanhuns)
Maria Auxiliadora Campos (Direção da UPE Mata Norte)

15h30 – Mesa – Patrimônio Imaterial do Brasil em Pernambuco – Identificação, reconhecimento e salvaguarda

Mediação: Prof. Drª Magdalena Almeida (UPE)

Palestrantes:
1 – Marcelo Renan Souza – GPCult – Fundarpe – Patrimônio Imaterial
2 – Luiz Henrique Santos – Centro de Documentação do Paço do Frevo e Mestrando em História pela UFRPE
3 – Cláudio Brandão (Xoxo) Clube de Bonecos Malaquias – Patrimônio Vivo de Pernambuco/ CGSF e Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural

17h10 – Abertura para o debate

18h – Encerramento

UPE – Campus Petrolina
Seminário Patrimônios Culturais Imateriais do Brasil em Pernambuco
Dia 25 de abril

18h – Abertura da exposição Patrimônios Culturais Imateriais do Brasil em Pernambuco

19h – Conferência Patrimônio Imateriais de Pernambuco – Identificação, reconhecimento e salvaguarda (Marcelo Renan – Patrimônio Imaterial/GPCult – Fundarpe)

19h40 – Abertura para o debate

< voltar para home