Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

PATRIMÔNIO CULTURAL

Homem da Meia Noite comemora aniversário com festa na Alepe

Solenidade foi requerida pelo Deputado Estadual Clodoaldo Magalhães, e será realizada nesta quarta-feira (11), no Auditório da Alepe, a partir das 18h

Jan Ribeiro/Secult-PE

Jan Ribeiro/Secult-PE

Fundado no dia 2 de fevereiro de 1932, o Homem da Meia Noite completou 88 anos em 2020

A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) realizará, nesta quarta-feira (12), uma sessão solene em homenagem aos 88 anos do Clube Carnavalesca Misto Homem da Meia Noite, Patrimônio Vivo de Pernambuco.  A solenidade é de autoria do deputado estadual Clodoaldo Magalhães, por meio do Requerimento 1735/2020, e será realizada no Auditório da Alepe, a partir das 18h.

Pela primeira vez em 88 anos, no, dia 2 de fevereiro, o calunga mais famoso do Carnaval de Pernambuco foi até Arcoverde, no Sertão do Estado, para ser recebido pelo Cordel do Fogo Encantado e outros artistas, como Rogério Rangel e Maestro Oséas, também homenageados pelo clube este ano. A agremiação do calunga terá este ano o tema “Chover”, e abordará de maneira lúcida e criativa a preservação da água.

Jan Ribeiro/Secult-PE

Jan Ribeiro/Secult-PE

Para celebrar o Dia do Frevo, no domingo (9) passado, o calunga participou do Bora Pernambucar no Carnaval, no Cais do Sertão

No último domingo (9), durante a programação do Bora Pernambucar no Carnaval, promovida pelo Governo de Pernambuco, o Homem da Meia Noite recebeu, no Cais do Sertão, os bonecos gigantes Zé Pereira e Vitalina, que fazem parte do Carnaval de Belém de São Francisco. A festa contou também com a participação de diversas outras manifestações da cultura popular pernambucana, como as La Ursas de São Caetano e os Tabaqueiros de Afogados.

Jan Ribeiro/Secult-PE

Jan Ribeiro/Secult-PE

Durante o Bora Pernambucar no Carnaval, o Homem da Meia Noite recebeu os bonecos gigantes Zé Pereira e Vitalina

O Homem da Meia Noite é Patrimônio Vivo de Pernambuco desde 2006 e é um dos símbolos do Carnaval do Estado. Com aproximadamente 3,5 metros de altura e 50kg, o boneco se veste com um tradicional fraque e traz muito misticismo para a festividade. O desfile começa sempre às 0h do Sábado de Zé Pereira, com um percurso atual de 3,5 km pelo Sítio Histórico de Olinda. Outra apresentação que o calunga fará durante a folia é no Carnaval de Salvador, no dia 24 de fevereiro.

< voltar para home