Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

PATRIMÔNIO CULTURAL

Novo Conselho de Preservação do Patrimônio realiza sua primeira reunião

reunião do conselho preservação
Empossados no final de 2015, os membros do novo Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural (CEPPC) realizaram nesta quinta-feira, 21/1, a primeira reunião deste nova e importante instância de participação social.

“Esse primeiro encontro coroa todo o processo de luta por uma política cultural que disponha de instrumentos de pactuação capazes de dar o tratamento adequado ao rico patrimônio material e imaterial de Pernambuco, bens fundantes da própria identidade nacional”, enfatizou o secretário Marcelino Granja, presente ao momento histórico. Para ele, um dos principais papéis do Conselho é a mobilização da sociedade, que, agora paritário – metade sociedade civil e metade do poder público -, vai deliberar sobre tombamentos e eleição de novos Patrimônios Vivos, por exemplo.

“Temos que colocar a pauta da preservação em dia, e também entendermos que se trata de uma construção de políticas que só fazem sentido existir com diálogo entre sociedade e governo. Nós, da Secult-PE/Fundarpe, estamos dispostos a fazer esse trabalho conjunto. Não tenho dúvidas que vamos conseguir progredir”, destacou a presidente da Fundarpe, Márcia Souto.

Eleitos democraticamente por fazedores de cultura de Pernambuco,  os novos conselheiros deram início à construção do regimento interno do CEPPCAlém disto, o grupo deverá também priorizar a atualização da legislação relativa ao tombamento do patrimônio construído, tendo em vista que é necessário dar celeridade a alguns processos que aguardam conclusão no âmbito estadual.

Próximos passos

No encontro, os participantes discutiram o procedimento democrático para criação de uma comissão que irá elaborar o regimento interno, que será editado e divulgado por decreto do governador Paulo Câmara nos próximos 45 dias. “Debatemos os encaminhamentos para a próxima reunião que já deve acontecer daqui a uma semana, além da pauta central deste Conselho, suas prioridades e como se dará a relação com a Secult-PE e Fundarpe”, finalizou o secretário Marcelino Granja.

< voltar para home