Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

PATRIMÔNIO CULTURAL

O Homem da Meia Noite celebra seus 83 anos

Beto Figueirôa/Secult-PE

Hoje, 2 de fevereiro, Pernambuco celebra o gigante mais querido de Olinda. Há exatos 83 anos, surgia, entre as ladeiras da cidade alta, o Clube de Alegorias e Crítica O Homem da Meia Noite. Inspirado no filme “O ladrão da meia noite”, deu asas à imaginação do criador do bloco,  Luciano Anacleto de Queiroz, e tornou-se uma lenda local, do homem galanteador que, vestido com um fraque verde, circulava pelas madrugadas olindenses, conquistando donzelas.

O mítico personagem, ao contrário do que pode se pensar, não é um boneco, e sim um calunga. Consagrado no dia 2 de fevereiro de 1932, exatamente no dia da Iemanjá, surgiu como a mística entidade do candomblé, e hoje reina cativo na folia olindense, sempre abrindo alas para a Folia, pontualmente à meia-noite do sábado para o domingo de Momo. Este ano, será entre os dias 14 e 15 de fevereiro.

Por mais um ano, o misterioso “Don Juan do Bonsucesso” arruma seu fraque (que, este ano, será uma criação do artista plástico João Andrade) para subir e descer a ladeiras de Olinda, arrastando uma multidão por onde passa. Em 2015, vem com o tema “Místico, Mágico, Fantástico”. Mas, enquanto não chega o dia, fica aqui nosso parabéns para este gigante cultural, que, desde 2006, é Patrimônio Vivo de Pernambuco e da nossa folia!

Saiba AQUI um pouco mais sobre a história do Homem da Meia Noite.

< voltar para home