Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

PATRIMÔNIO CULTURAL

Prêmio Ayrton de Almeida Carvalho prorroga prazo de inscrições

Até o próximo dia 15 de abril, as inscrições podem ser realizadas. Iniciativa da Secult-PE e Fundarpe vai ofertar R$ 60 mil para projetos que valorizem o patrimônio cultural de Pernambuco

O Prêmio Ayrton de Almeida Carvalho de Preservação do Patrimônio Cultural de Pernambuco irá reconhecer anualmente ações voltadas à preservação, sobretudo, da memória cultural do estado de Pernambuco, com a ênfase na preservação dos patrimônios culturais tangíveis (materiais) e intangíveis (imateriais) do Estado.

Poderão concorrer ao prêmio iniciativas consideradas bem sucedidas da sociedade civil, portadora ou não de personalidade jurídica, voltadas à valorização, preservação e difusão dos patrimônios culturais de Pernambuco, por meio de diferentes técnicas, instrumentos e metodologia, e que tenham sido desenvolvidas ou estejam em desenvolvimento no Estado até o ano corrente do certame, ou seja, ações que já ocorreram ou estejam ocorrendo em 2015.

O prêmio – criado pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) juntamente com a Secretaria de Cultura do Estado – foi instituído por decreto, assinado pelo governador Paulo Câmara, em 17 de agosto de 2015, na ocasião de abertura da VIII Semana do Patrimônio. “O objetivo é conscientizar os produtores culturais de que a questão da preservação pode e deve estar incutida na elaboração dos mais variados projetos, seja de cinema, de artes visuais, música, literatura, artesanato, etc. Queremos fazer com que os produtores despertem para pensar do ponto de vista da preservação do patrimônio, estimular para que criem ações de preservação, salvaguarda e memória dentro de seus projetos, porque poderão ser premiados por isto”, esclarece Márcia Souto.

Para o secretário de Cultura Marcelino Granja o prêmio vem fortalecer ainda mais a política da Secult/Fundarpe para o setor da preservação. “Para atingir o objetivo maior, que é despertar a consciência na sociedade da importância da preservação do seu patrimônio cultural é preciso ações que integrem todas as áreas, é o que este prêmio está fazendo, isso é papel do Estado”, pontua Marcelino.

O prêmio é de R$ 20 mil para cada categoria, somando um total de R$ 60 mil em prêmios, pois o edital está dividido em três categorias distintas: Formação (ações educativas), Promoção e difusão (comunicação e mídia) e Acervos documentais e memória cultural. Na área de formação poderão ser premiados projetos que foram exitosos nas ações de capacitação profissional e ações educacionais em ambientes formais e não formais de ensino, visando o aprimoramento e integração de diferentes públicos com as diferentes linguagens culturais (música, artes cênicas, artes visuais, audiovisual, literatura, gastronomia) articuladas na preservação de bens culturais do Estado.

Na categoria de Promoção e Difusão, poderão ter o reconhecimento projetos que desenvolveram jogos, aplicativos, portais virtuais, vídeos documentais, web séries, programas de rádio e podcast, periódicos, revistas impressas e virtuais que façam uso da música, artes cênicas, artes visuais, audiovisual, literatura, gastronomia como instrumento de preservação dos bens culturais do Estado. Na categoria de Acervos Documentais se reconhecerá a produção, catalogação, conservação, restauração e exposição de acervos documentais, iconográficos, audiovisual e outros considerados fontes fundamentais de informação sobre patrimônio cultural material e imaterial.

Arquivo Iphan

Arquivo Iphan

O professor Ayrton de Almeida Carvalho

Confira AQUI o Edital e seus anexos

HOMENAGEM – O prêmio faz uma homenagem ao engenheiro, professor, intelectual e gestor público Ayrton de Almeida Carvalho, em reconhecimento à enorme contribuição do seu trabalho na implantação da Superintendência do Iphan em Pernambuco e na atuação como professor na Universidade Federal de Pernambuco, formando profissionais que seguem com o legado de desenvolver práticas de preservação dos bens culturais materiais no estado de Pernambuco. Por isso o prêmio está sendo lançado na semana do aniversário de Ayrton de Almeida Carvalho de Preservação do Patrimônio Cultural de Pernambuco, tendo como data prevista para a publicação do resultado a Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco, sempre no mês de agosto.

INSCRIÇÕES
– As inscrições para o prêmio foram prorrogadas para o dia 15 de abril de 2016, conforme publicação no Diário Oficial desta quinta-feira (31/3). O Edital e seus anexos poderão ser obtidos na Gerência de Preservação Cultural da Fundarpe, localizada na Rua da União, 463, 2º andar – Boa Vista, ou no portal da Secretaria de Cultura de Pernambuco e Fundarpe. Esclarecimentos e informações aos interessados serão prestados pela Gerência de Preservação Cultural da Fundarpe no endereço citado, de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h, pelos telefones (81) 3184-3061/3062/3068 ou pelo endereço eletrônico premioaacarvalho@gmail.com

 

< voltar para home