Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

PATRIMÔNIO CULTURAL

Seminário aborda aspectos de preservação em metrópoles brasileiras

Durante a VII Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco, estão sendo realizadas diversas atividades enfatizando questões como a preservação de pontos históricos, além das novidades envolvendo a modernização urbanística que vem sendo adotada. Na tarde de terça-feira (19), aconteceu no auditório do Centro do Artesanato de Pernambuco (Recife), a mesa “Instrumentos de Preservação: a salvaguarda numa perspectiva integrada”, debatendo valores materiais e imateriais em diversas metrópoles brasileiras.

Costa Neto

Com a participação de Alessandra Lima, superintende do DPI/Iphan, da professora adjunta da UniFeSP, Drª. Manoela Rossinetti Rufinoni, e do cientista social do Iphan/PE, Giorge Bessoni, foram discutidas questões como o resgate da participação popular em relação aos espaços urbanos e quais outros caminhos de preservação patrimonial seriam medidas além do tombamento. Aspectos que já estão sofrendo transformação, como a dinâmica do trânsito e a movimentação dos trabalhadores no decorrer do seu cotidiano, também foram assuntos abordados com a utilização de registros fotográficos, comparando a atualidade com a década de 1930, em grandes centros urbanos como a cidade de São Paulo.

Costa Neto

De acordo com a Drª. Manoela Rossinetti Rufinoni, um dos pontos cruciais que precisam ser revistos dentro da preservação patrimonial, é o processo de tombamento envolvendo edifícios empresariais como representatividade histórica. “Muitas dessas construções possuem equipamentos e arquiteturas comerciais que ainda guardam valores históricos de uma determinada época. Para esse tipo de processo, seria necessário observar a pujança econômica envolvendo o imóvel no seu contexto material e imaterial,” explicou.

No decorrer da semana, o Seminário Patrimônio Cultural: limites, caminhos e inovações, também irá promover a mesa “Os saberes e fazeres dos Mestres Artífices: dificuldades e desafios”, que acontece nesta quarta-feira (20), a partir das 14h, no Centro do Artesanato de Pernambuco. Entre os palestrantes, estarão presentes a professora Ms. Cristiane Maria Magalhães, que participou do Inventário dos Mestres Artífices; Amauri Luiz de Queiroz, Mestre de obras e estuque; Manuel Barbosa, Mestre em carpintaria e entalhe; e Roberto Carneiro, Mestre em revestimento azulejar e restaurador.

Confira AQUI a programação completa

< voltar para home