Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

PATRIMÔNIO CULTURAL

Teatro Experimental de Caruaru vence Festival Nacional no Rio de Janeiro

Companhia agrestina é Patrimônio Vivo de Pernambuco e conquistou três prêmios com o espetáculo "Auto da Compadecida"

Foto: Ryan Júnior/divulgação

 *Com informações da Assessoria

Realizado há seis anos pelo grupo TEA – Teatro Experimental de Arte, de Caruaru, o espetáculo ‘Auto da Compadecida’, que no último sábado (22) encerrou o 13º Festival Nacional de Teatro, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, recebeu da organização do evento os prêmios de “Melhor Espetáculo”, “Melhor Figurino” e “Melhor Ator Coadjuvante”, para Rosbergg Alexsander. O espetáculo também concorreu na categoria “Melhor Direção”.

“Esses prêmios apenas coroam uma trajetória de muita batalha do elenco e do TEA. A importância dessa conquista é a de mostrar que temos em Caruaru e no agreste pernambucano a possibilidade de criar algo com qualidade a nível nacional. Não devemos nada ao Sudeste/Sul”, destaca o ator e cineasta Túlio Beat, integrante do elenco. O TEA, que é ponto de cultura reconhecido como Patrimônio Vivo de Pernambuco, estará promovendo no próximo dia 5 de dezembro, na cidade de Taperoá, na Paraíba, uma encenação do espetáculo aberta ao público. O momento será de celebração das conquistas e também uma homenagem póstuma a Ariano Suassuna, autor da peça teatral.

Foto: Ryan Júnior/divulgação

O espetáculo, com texto de Ariano Suassuna, aborda a saga de João Grilo e Chicó através de elementos da cultura popular pernambucana, como o folguedo Cavalo Marinho. Em 2009, a peça foi vencedora do Prêmio Funarte Myriam Muniz de Teatro. Compõem o elenco David Gadelha (João Grilo), Jackson Freire (Chicó e Demônio), Rosbergg Alexander (Padre e Palhaço), Túlio Beat (Severino de Aracaju), Mandy Freire (Mulher do Padeiro), Ícaro Raphael (Padeiro), Edson Barros (Cabra e Encourado), Pedro Henrique Gonçalves (Major Antônio Morais e Jesus), David Lucas (Sacristão), Paulo César (Bispo), Maria Lima (Compadecida). O ‘Auto da Compadecida’ é dirigido por José Carlos, possuindo os trabalhos técnicos de execução de luz de Vanderson Santos, e registros fotográficos por Ryan Júnior.

< voltar para home