Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

PATRIMÔNIO CULTURAL

Usos e desafios da Estação Ferroviária de Camaragibe é tema de debate

Mesa redonda acontece na quarta-feira (23), às 15h, e integra a programação oficial da X Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco

Com informações da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Camaragibe

O patrimônio ferroviário pernambucano será o tema em discussão da mesa redonda “Patrimônio Ferroviário de Camaragibe – Novos Usos e Desafios” que acontece na quarta-feira, 23 de agosto, às 15h, no Cineteatro Bianor Mendonça Monteiro, no bairro da Vila da Fábrica. A atividade realizada pela Fundação de Cultura de Camaragibe integra a programação oficial da X Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco, promovida pela Fundarpe e Secretaria de Cultura do Estado.

Josivan Rodrigues

Josivan Rodrigues

Estação Ferroviária de Camaragibe

Para refletir o futuro deste importante patrimônio da cidade, respeitando as suas vocações e os interesses da sociedade, a mesa redonda contará com participação de representantes de notáveis instituições do setor de preservação e convidados: Nazaré Reis, arquiteta e urbanista da Gerência de Preservação Cultural da Fundarpe e integrante da Equipe do Consórcio Tronco Norte; Raphaela Rezende, arquiteta e urbanista da Gerência de Preservação Cultural da Fundarpe; Emília Lopes, IPHAN/PE; e Eduardo Freitas, ex-Secretário de Cultura de Paudalho, que apresentará a experiência da requalificação da estação ferroviária daquela cidade implementada pelo Iphan.

Inaugurada em 1908, a Estação de Camaragibe faz parte do patrimônio não operacional da Rede Ferroviária Federal Sociedade Anônima – RFFSA e está sob gestão do Instituto do Patrimônio Artístico e Histórico Nacional – Iphan, como prevê a lei federal nº 11.483/2007, assim como outras estações desativadas em Pernambuco. Todo esse patrimônio foi inventariado pelo instituto (locomotivas, guindastes, vagões, documentos, estações, armazéns, casas, pontes, viadutos e outras edificações) no período de 2007 a 2009. Utilizando-se do Inventário do Patrimônio Ferroviário em Pernambuco, em setembro de 2009 foi estudado pelo Iphan um projeto de restauração do conjunto ferroviário do município de Camaragibe que, no entanto, até agora não foi executado.

A Fundação de Cultura de Camaragibe tem se debruçado sobre essa questão, e em julho passado se reuniu com os vereadores da Câmara Municipal para debater o tema e pedir o apoio do legislativo frente a esta luta. Gestão após gestão, a Prefeitura Municipal de Camaragibe briga pela titularidade da Estação, que atualmente padece com o mato, a chuva e outras intempéries da natureza e da urbanização, servindo também como abrigo para animais. Dar prosseguimento a discussão acerca do futuro do conjunto ferroviário é aproximar os camaragibenses de sua cidadania cultural, através da educação patrimonial e política.

Serviço:
Mesa redonda “Patrimônio Ferroviário de Camaragibe: Novos Usos e Desafios” – X Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco
23 de agosto (quarta-feira) às 15h
Cineteatro Bianor Mendonça Monteiro
(Av. Dr. Pierre Collier, 167 – Vila da Fábrica, Camaragibe)
Entrada gratuita

< voltar para home