Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Povos Tradicionais e Populações Rurais

Secult-PE participa de eventos dedicados aos povos indígenas do Estado

Divulgação

Divulgação

Xucurus, durante realização da tradicional Festa do Rei de Ororubá.

A realização da 16ª Assembleia do Povo Xucuru do Ororubá, que acontece entre os dias 17 e 20 de maio, na Aldeia Pedra D’água, localizada na zona rural de Pesqueira, contou nesta quinta-feira (19), com a presença de articuladores da Coordenação de Povos Tradicionais e Populações Rurais da Secretaria de Cultura de Pernambuco. Além da assembleia, a programação do Encontro de Jovens Indígenas do Nordeste: Filhos da Constituinte, que também acontece na cidade de Pesqueira, entre os dias 21 e 23 de maio, contará com representantes da Secult-PE e Fundarpe.

“Estamos participando destes dois eventos, por entender a importância e o reconhecimento do Estado para com os Povos Originários (Indígenas), através de suas contribuições na formação da cultura pernambucana, aliados as antigas formas que garantem a manutenção dos povos com suas tradições, traduções e ressignificações, sem perder as fontes ancestrais”, destacou Francisco de Assis, representante da Coordenação de Povos Tradicionais e Populações Rurais da Secult-PE. “Por entendermos que o Estado tem o papel político e social de apoiar, estamos cumprindo um papel fundamental na parceria com os povos do Estado”, finalizou Francisco.

No Encontro de Jovens Indígenas do Nordeste: Filhos da Constituinte, que também acontece no Território Xucuru do Ororubá, em Pesqueira, diversas atividades formativas estarão sendo realizadas.

Confira a programação do evento:  

Sábado, 21 de maio
A história que nossos pais nos contaram (Trabalhar a memória a partir da subjetividade)
8h – Ritual de abertura
10h – Túnel do tempo com construções artísticas que corroborem com memória (cenários, fotos, teatralização etc).
12h – Almoço
14h – Memória (depoimentos de Nailton, Girleno, Babau e Zenilda).
16h – Sistematização do dia: Conquistas na CF (Rosane ou Paulo Guimarães)

Domingo, 22 de maio
Assumindo compromisso histórico (Teorização, cognição, aprofundar aspectos políticos, ideológicos, epistemológicos da luta) – Ideologia
8h – Ritual
9h – Um olhar sobre a conjuntura indígena no Brasil e América Latina
10h30 – Trabalho em grupos por estados:
a) Levantar sonhos (utopias), desejos e desafios da juventude;
b) Indicar como os jovens estão se organizando em seus povos e regiões (estados) para alcança-los
12h – Almoço
14h – Plenário: Socialização dos trabalhos em grupo
15h30 – Síntese
16h – Trabalho em grupo: propor ações em nível regional e nacional;
a) Em relação às lutas indígenas globais;
b) Em relação ao fortalecimento da organização da juventude indígena na região, no país e Ameríndia (Abya Yala).

Segunda-feira, 23 de maio
Fortalecendo nossos laços, projetando nosso futuro (Propor ações concretas de enfrentamento da conjuntura e indicar os novos horizontes)
8h – Ritual
9h – Memória dos dias anteriores
9h30 – Plenária e socialização dos trabalhos em grupo
11h – Síntese – rituais e encerramento com almoço

< voltar para home