Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Secretaria de Cultura

Conselho de Política Cultural planeja ações para 2017

Colegiado se reuniu neste final de semana em Pesqueira, para debater as prioridades que serão colocadas em pauta no ano

Foto: Jan Ribeiro/Secult-PE

Foto: Jan Ribeiro/Secult-PE

Secretário de Cultura de Pernambuco, Marcelino Granja, durante a abertura do Seminário de Planejamento 2017.

O Seminário de Planejamento 2017 do Conselho Estadual de Política Cultural teve sua mesa de abertura na noite da última sexta-feira (17), na cidade de Pesqueira, com a apresentação da proposta de metodologia e cronograma do encontro, falas do secretário Marcelino Granja e da prefeita da cidade, Maria José, além da palestra e debate ministrados pelo professor da UFBA e ex-secretário de Cultura da Bahia, Albino Rubim – especialista em formação de conselhos de cultura.

No sábado (18), a programação foi iniciada às 9h e seguiu até o início da noite com a apresentação das propostas de pontos de pautas, inclusão de novas propostas, composição dos grupos de trabalho, e finalizando o dia de trabalhos com a elaboração do calendário de atividades. A programação do seminário termina na manhã do domingo, com a apresentação e debate das propostas para ajuste do calendário.

Foto: Jan Ribeiro/Secult-PE

Com 21 pautas consideradas prioritárias, o Conselho Estadual de Política Cultural fecha o seu planejamento para 2017. Em seminário realizado na cidade de Pesqueira neste final de semana (17, 18 e 19 de março), 29 conselheiros e conselheiras da região metropolitana do Recife, zona da mata, agreste e sertão, formularam um calendário de pautas que serão debatidas nas próximas 12 reuniões mensais que acontecem até março de 2018.

O encontro imersivo contou com representantes dos segmentos de Artes Visuais e Fotografia, Artesanato, Cultura Popular de Matriz Africana, Cultura Popular de Matriz Ibérica, Dança, Design e Moda, Música, Pontos de Cultura, Literatura, Gastronomia, Circo, Movimentos Sociais, Audiovisual, Produtores Culturais, junto com os representantes do poder público: Secult/Fundarpe, Empresa Pernambuco de Comunicação, Prefeitura de Município da Macrorregião do Agreste/Amupe, Prefeitura do Recife, Secretaria de Desenvolvimento Social Criança e Juventude do Estado e Universidade de Pernambuco.

< voltar para home