Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Secretaria de Cultura

Nota de pesar – Mestre Aprígio, Patrimônio Vivo de Pernambuco

PH Reinaux/Secult-PE/Fundarpe

PH Reinaux/Secult-PE/Fundarpe

Mestre Aprígio foi eleito como Patrimônio Vivo de Pernmabuco em 2019

A Secult/Fundarpe lamenta a perda do Patrimônio Vivo de Pernambuco e sertanejo ilustre José Aprígio Feitosa, conhecido como Mestre Aprígio, anunciada nesta segunda-feira (27).

Ele ficou famoso pelo trabalho como artesão em couro, que encantou gente como Luiz Gonzaga e Dominguinhos. Tinha 79 anos.

Escolhido em 2019 pelo Governo de Pernambuco como Patrimônio Vivo do Estado, Mestre Aprígio possuía um ateliê em Ouricuri, no Sertão do Araripe, terra que escolheu para desenvolver seu trabalho. Chapéus de couro, jibões, perneiras, sandálias e bolsas eram sua especialidade, com destaque para a indumentária do vaqueiro.

Aos familiares, amigos e admiradores, deixamos a nossas condolências e nossos mais sinceros pêsames.

< voltar para home