Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Secretaria de Cultura

Secult e Fundarpe lamentam falecimento do artesão Severino Vitalino

A cultura pernambucana perdeu neste 7 de janeiro um símbolo precioso de seu artesanato. Filho e herdeiro do talento de Mestre Vitalino, Severino Vitalino faleceu aos 78 anos, em Caruaru.

Chico Santana/CulturaPE

Chico Santana/CulturaPE

Severino Vitalino 

O artesão, que começou a trabalhar com o barro ainda criança, era também o responsável pela Casa Museu Mestre Vitalino, que abriga registros da trajetória de sua família no Alto do Moura.
Em recente entrevista ao portal Cultura.PE, Severino falou de sua arte: “Parece que eu estou brincando. Na verdade, eu estou fazendo uma obra de arte, mas eu sinto que estou brincando. Eu gosto e é algo que eu faço apaixonado desde os 7 anos. Tudo o que eu arrumei (um pão, alimento, roupa) foi através do barro, então, o barro para mim é a minha segunda mãe. O barro para mim é sagrado.”
Todos e todas que fazem a gestão pública de cultura em Pernambuco lamentam profundamente a partida do mestre e solidarizam-se com seus familiares. Sua paixão pela cultura popular vai seguir inspirando gestores, artistas e produtores culturais do Estado e iluminando o caminho das novas gerações.
Gilberto Freyre Neto
Secretário de Cultura de Pernambuco
< voltar para home