Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Secretaria de Cultura

Solenidade na Câmara dos Deputados lembrou o legado de Ariano Suassuna

O secretário estadual de Cultura representou o Governo de Pernambuco na sessão solene, marcada por homenagens de amigos e familiares

Com informações da Câmara Notícias

câmara dos deputados

câmara dos deputados

O secretário de Cultura de Pernambuco, Marcelo Canuto, também participou da mesa. Para ele, o talento de Suassuna como gestor cultural também deve ser lembrado, pois foi responsável por implementar ações e políticas públicas de fortalecimento da cultura popular.

Em sessão solene no Auditório Nereu Ramos, a Câmara dos Deputados homenageou nesta quinta-feira (4) o escritor Ariano Suassuna, morto no dia 23 de julho, aos 87 anos. Ele estreou na literatura em 1947, com a peça Uma Mulher Vestida de Sol, e se projetou nacionalmente oito anos depois, com a publicação de O Auto da Compadecida, que seria considerada pelo crítico Sábato Magaldi o texto mais popular do teatro brasileiro.

camara dos deputados

A prima Ana Rita Suassuna participou da homenagem e contou que os personagens Chicó e João Grilo de fato existiram. Ela destacou que os tipos criados por Ariano Suassuna geralmente eram adaptados de pessoas de seu convívio. Berta Dantas, prima-irmã do artista, também esteve na sessão e informou que a mãe dela foi a professora de alfabetização do escritor.

Diante de familiares de Suassuna, o autor do requerimento para a realização da homenagem, deputado Inocêncio Oliveira, salientou a importância do artista no cenário da literatura brasileira. O parlamentar recordou que a obra-prima Romance d’A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta levou à construção, em São José do Belmonte (PE), de um santuário com 16 esculturas – no recinto, ocorre uma cavalgada inspirada no livro.

Talento reconhecido
Inocêncio leu uma carta da filha de Ariano Suassuna, Mariana Suassuna. “Em nome de minha mãe, Zélia Suassuna, e de toda a família, agradecemos a homenagem da Câmara dos Deputados ao meu saudoso pai, Ariano Suassuna. Muito nos honra porque é fruto do reconhecimento do talento e do trabalho de papai em favor da cultura brasileira”, diz o documento.

Também estiveram presentes na homenagem alguns amigos do escritor, como a ministra do Tribunal de Contas da União (TCU) Ana Arraes, e Renata Campos, respectivamente mãe e viúva de Eduardo Campos, ex-governador de Pernambuco, morto em acidente aéreo no mês passado.

< voltar para home