Portal Cultura PE

Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Serviço Cultural

Inscrições abertas para as oficinas do Festival de Cinema de Triunfo

Estão abertas as inscrições para as atividades de formação cultural do 11º Festival de Cinema de Triunfo, que acontece de 6 a 11 de agosto. O processo é online, basta enviar um e-mail até o dia 26/7 para festivaldetriunfope@gmail.com. O título deve ser “inscrição + nome da oficina” e as exigências para cada minicurso estão mais detalhadas abaixo:

OFICINA DE CRÍTICA CINEMATOGRÁFICA

Objetivo: Formar um olhar crítico para apreciação da linguagem cinematográfica – bem como introduzir algumas premissas dessa mesma linguagem – e, com isso, possibilitar que um grupo de alunos esteja capacitado para formar o júri popular do festival.

Divulgação

Divulgação

Carol Almeida

Ministrante: Carol Almeida – Jornalista cultural, crítica de cinema e atualmente doutoranda do programa de pós-graduação em Comunicação na Universidade Federal de Pernambuco, com foco em estudos sobre o cinema contemporâneo brasileiro. Tem atuado nos coletivos Elviras – Mulheres Críticas de Cinema e no MAPE (Mulheres o Audiovisual Pernambucano). Além disso, escreve para o site Foradequadro.com e esporadicamente sobre cinema para diversos meios de comunicação do Brasil.

Carga horária: 20 horas/aula
Público-alvo: Estudantes, professores e produtores culturais que irão integrar o júri popular do festival.
Vagas: 20 pessoas
Datas: 30 de julho a 03 de Agosto
Horário: 14h às 18h
Local: Fábrica de Criação Popular do Sesc

Inscrição: Encaminhar e-mail contendo nome completo, idade, contatos (telefone e e-mail, e carta de intenção com até 10 linhas sobre a participação na oficina. Os selecionados participarão da oficina e, posteriormente, formarão o Júri Popular do festival.

DOCUMENTANDO

Objetivo: Por meio da análise de obras de diferentes cinematografias, de reflexões teóricas e exercícios práticos, a oficina tem como objetivo estimular o olhar do aluno para a leitura e realização de obras documentais, dando a ele uma base de conhecimento sobre o desenvolvimento do documentário na história do cinema.

Beto Santos/Divulgação

Beto Santos/Divulgação

Marlom Meireles

Os participantes, que não precisam ter conhecimentos prévios na área, tem acesso às técnicas básicas de captação e edição de imagens em vídeo, além de instruções sobre a linguagem cinematográfica e as etapas e funções numa produção.

A oficina desperta a consciência de que o cinema é um instrumento de construção da realidade, permitindo que os alunos observem as possibilidades de abordagem, narrativas, dispositivos e processos de trabalho. Ao final das aulas os alunos realizam um documentário digital.

Ministrante: Marlom Meirelles – Marlom Meirelles é diretor da Eixo Audiovisual, realizador e professor em projetos de iniciação em cinema.
Carga horária: 20 horas/aula
Público-alvo: A partir de 15 anos
Vagas: 20 pessoas

Datas: 06 a 10 de Agosto
Horário: 14h às 18h
Local: Fábrica de Criação Popular do Sesc
Facebook: www.facebook.com/documentando
Instagram: oficinas documentando
Inscrição: Encaminhar e-mail contendo nome completo, idade, contatos (telefone e e-mail, e carta de intenção com até 10 linhas sobre a participação na oficina.

LABORATÓRIO FERNANDO SPENCER DE ROTEIROS – EDIÇÃO SERTÃO

Objetivo: O crescente aquecimento do mercado audiovisual pernambucano e brasileiro estimulou uma importante discussão sobre a necessidade de formação de profissionais especializados na área do roteiro. Em diálogo com essas novas e contínuas demandas de formação, esta iniciativa tem como objetivo apresentar ferramentas e conteúdos para que os participantes desenvolvam roteiros de curtas-metragens.

Divulgação

Divulgação

Allan Ribeiro

Ministrante: Allan Ribeiro (RJ) – Roteirista e diretor de cinema formado pela UFF em 2006. Realizou dois longas-metragens: “Mais do que eu possa me reconhecer” (2015) e “Esse amor que nos consome” (2012), que receberam vários prêmios em festivais como Brasília, Tiradentes, Curitiba, Janela de Cinema e APCA-SP. Dirigiu 12 curtas-metragens, com destaque para “O Brilho dos Meus Olhos” (2006), “Ensaio de Cinema”(2009), “O Clube”(2014) e “O Quebra-cabeça de Sara” (2017). Em 2016, lançou pelo Canal Brasil sua primeira série: “Noturnas”, com 46 episódios. Além disso, assina roteiro do longa “Xale” de Douglas Soares, lançado em 2016 no Festival do Rio.

Vagas: 20, sendo 50% destinada a mulheres, negros/as, indígenas, profissionais residentes no interior.

Local: Fábrica de Criação Popular do Sesc
Cidade: Triunfo
Período: 06 a 10 de agosto
Horário: 13h às 18h

Inscrição: Encaminhar e-mail contendo nome completo, idade, contatos (telefone e e-mail), Argumento do curta-metragem e carta de intenção com até 10 linhas sobre a participação na oficina.

< voltar para home