MUSEU DO ESTADO DE PERNAMBUCO - MEPE
Superintendente: Sylvia Pontual
Av. Rui Barbosa, 960 Graças
52011-040 Recife Pernambuco BRASIL
Fone/Fax (081) 427-9322 e 427-0766

| Intalações | Exposições | Biblioteca | Publicações | Programação | Horário |


HISTÓRICO

O Museu do Estado de Pernambuco - MEPE foi criado em 08 de fevereiro de 1929, pelo Ato 240, assinado pelo Governador Estácio de Albuquerque Coimbra, por força da Lei Estadual no 1918, de 24 de agosto de 1928. Lei pioneira no Nordeste e no Brasil, que autorizava o Governo a criar uma Inspetoria Estadual de Monumentos Nacionais e um Museu Histórico e de Arte Antiga, a ela subordinado.

Pernambuco antecipa-se ao Governo Federal na defesa da memória nacional e na preservação do seu patrimônio artístico, histórico e cultural. Em 1930, o Museu instalou-se na cúpula do Palácio da Justiça, na praça da República, expondo, entre outras peças, a coleção de quadros do pintor pernambucano Telles Júnior.

Em 1933 o Museu foi extinto, e de 1934 a 1940 o seu acervo ficou sob a guarda da Biblioteca Pública do Estado. Surge no País uma nova política sobre preservação de bens culturais e o Museu do Estado de Pernambuco é recriado pelo Decreto no 491, de 10 de maio de 1940, sendo inauguradas suas novas instalações no casarão em Ponte D'Uchoa, onde funciona até hoje. Atualmente o Museu é unidade da Secretaria de Cultura.

 


INSTALAÇÕES FÍSICAS      

O palacete do século XIX, que pertenceu ao Dr. Augusto Frederico de Oliveira, filho do Barão de Beberibe tornou-se sede própria do Museu do Estado de Pernambuco a partir de 1940. No começo do século XX, o prédio foi modificado com o acréscimo do segundo pavimento ( 1.222 m2 ) e, em dezembro de 1951, foi incorporado ao patrimônio do Museu um novo pavilhão, denominado de Anexo I, com 1.030 m2, ampliando o espaço cultural para novas atividades. Em 1988, o Museu ganhou nova reforma, desta feita nos porões do casarão, e passou a oferecer ao público duas galerias de exposições temporárias (cada uma com 107 m2). Compõe, ainda, o conjunto arquitetônico uma pequena casa, com 136 m2, que encontra-se em reforma para abrigar casa de chá / lanchonete.

O Museu do Estado de Pernambuco ocupa uma área de 9.043 m2, com amplo estacionamento e jardins ornamentados com esculturas e vasos de cerâmica portuguesa. A entrada principal é guardada por dois grifos de bronze: cabeça de águia, corpo de leão e cauda de serpente. Estátuas de zuavos, isto é, soldados de infantaria francesa constituída na Argélia, cujo fardamento foi copiado por outras localidades, inclusive pelos voluntários da Pátria baianos que lutaram na Guerra do Paraguai (1865-1870), ladeiam a escadaria que nos leva ao terraço frontal do Museu, onde estão, em mármore, as Musas, que presidem as Artes: Memmosina, da memória e mais 7 das suas 9 filhas com Zeus= Júpiter, que são: Euterpe, da música; Polímmnnia, a musa da retórica; Erato, da poesia; Melpomene, da tragédia; Tália, da comédia; Clio da história; e Calliope, da epopéia. No terraço lateral um canhão holandês, de bronze, com 3 metros de comprimento e, atrás do Museu 4 canhões da artilharia portuguesa, complementam a coleção de armaria.


EXPOSIÇÃO PERMANENTE      

    TÉRREO
  • Sala 1 - Pinturas, gravuras, fotografias, esculturas e armaria
    Período Holandês - século XVII
  • Sala 2 - Arqueologia: cerâmica Marajoara (400-1350 d.C.), Maracá e Santarém.
    Material lítico: Pará, Pernambuco e Ceará
  • Sala 3 - Etnografia: arte plumária, escultura, trançado em palha e em miçanga, cerâmica, armaria indígena, mobiliário - século XX
  • Sala 4 - Mobiliário, pinturas, painéis votivos (expulsão dos holandeses de Pernambuco) - século XVII.
  • Sala 5 - Mobiliário barroco, imaginária e ex-votos em pintura - século XVIII;
    ex-votos em escultura de madeira - século XX
  • Sala 6 - Objetos de culto afro-brasileiro - século XX
  • Sala 7 - Mobiliário - século XVIII
    Porcelana chinesa Dinastias Min (1368-1644) e Tch'in (1644-1912)
    Porcelana inglesa - século XVIII
  • HALL - Objetos utilitários em latão e cobre - século XVII
    1o PAVIMENTO
  • HALL - Pinturas de Antônio Parreiras e Virgílio Maurício
  • Sala 1 - Mobiliário e imaginária - século XVIII
  • Sala 2 - Mobiliário (sala dos canapés) séculos XVIII-XIX
    Pinturas do pernambucano Telles Júnior - séculos XIX-XX
  • Sala 3 - Mobiliário, retratos, porcelana francesa, opalinas, cristais,
    objetos de toucador, ourivesaria - século XIX
  • Sala 4 - Salão de época - Império:
    Mobiliário Beranger, porcelana (Chantilly e Sèvres), cristais, retratos ( pinturas dos imperadores Pedro I e II e esposas) instrumentos musicais - século XIX


BIBLIOTECA      

Especializada em Arte, História, Antropologia e ciências correlatas e aberta ao público, conta com um acervo de cerca de 4.000 títulos, 2.100 catálogos de salões e de exposições individuais e coletivas de artistas plásticos; além de recortes de jornais, vídeos, documentos administrativos e impressos publicados pelo Museu do Estado de Pernambuco. Encontra-se em fase inicial de informatização.

Graças ao intercâmbio com outras instituições serve, também, aos artistas plásticos, informações de exposições, regulamentos e fichas de inscrição de salões de arte a se realizarem no País.

 


PUBLICAÇÕES EDITADAS PELO MEPE      
( As referências com * são publicações disponíveis para intercâmbio)


ASPECTOS do Brasil Império: catálogo. Recife, Ed. Universitária, 1972. il

BIENAL DO ARTESANATO DE PERNAMBUCO, 1. Julho 1986, Recife. Catálogo. il

*COLEÇÃO culto afro-brasileiro, um testemunho do xangô pernambucano: catálogo do acervo. Textos de Raul Lody. Recife, Tipografia Liceu, 1983. 110 p. il bib.

*EXPOSIÇÃO de peças arqueológicas e etnográficas: coleção Carlos Estevão. Recife, 1980. 20 p. il.

EXPRESSÕES de culturas tribais do Brasil e dos Andes. Recife, [1987]. 8 p. il.

LIMA, Oliveira. Coleção Telles Júnior. Recife, 1942. 23 p. il.

MELLO, José Antônio Gonsalves de. Schlappriz no Recife (1858-1865). Recife, Imprensa Oficial, 1962.

*PINACOTECA, catálogo. Recife, CEPE, 1991. 71 p. il. (Acervo do Museu do Estado,2 )

SALÃO DE PINTURA, 1942-1969, Recife. Catálogos. 1o título do salão de arte de Pernambuco, promovido pelo Museu do Estado. Nota: de 1970-1975 não houve salão.

SALÃO OFICIAL DE ARTE, 1976-1979, Recife. Catálogos. 2o título do salão de arte de Pernambuco, promovido pelo Museu do Estado.

SALÃO DE ARTES PLÁSTICAS DE PERNAMBUCO, 1980-1986, Recife. Catálogos. 3o título do salão de arte de Pernambuco, promovido pelo Museu do Estado.

SALÃO DE ARTE CONTEMPORÂNEA DE PERNAMBUCO. EDIÇÃO 1987 - 1989 e 1992, Recife. Catálogos. 4o título do salão de arte de Pernambuco, promovido pelo Museu do Estado. Nota: de 1993-1998 não houve salão.

TELLES Júnior, o poeta do verde: catálogo de exposição. Apresentação de Wilton de Souza. Recife, 1981. Folder. il.


PROGRAMAÇÃO      

Cursos:


Pintura em Porcelana - Professora Marisa Varela
Período : de 01 de julho a 29 de setembro
Dias : Quartas e sextas
Horário : 9 às 12h

Papel Maché - Professora Marília Lacerda
Período : em andamento - até 31 de agosto
Dia : Terças
Horário : 9 às 11h

Pintura Acrílica Contemporânea - Professora Celina Medeiros
Período: em andamento - até 29 de novembro
Dia : Segundas
Horário : 14 às 17h

Pintura em Tecido - Professora Clarice Amorim
Período : de 07 de julho a 28 de agosto
Dia : Quartas
Horário : 14:30 às 16:30h

Feira de Antiguidades
Dia : 25
Horário : 9 às 18h


HORÁRIOS      

De atendimento administrativo e da Biblioteca
de 2a a 6a feira - das 8:30 às 13 horas.

De Visita
de 3a a 6 a feira - das 9:00 às 17:50 horas
sábado e domingo das 14:00 às 17:30 horas