Museu do Sertão - PETROLINA

Histórico

O MUSEU DO SERTÃO, mantido pela Prefeitura Municipal, através da FUNDAÇÃO CULTURAL DE PETROLINA, foi instalado a 27 de outubro de 1973 e criado oficialmente em 21 de novembro de 1985. Depois de reformado e ampliado, com reinauguração em maio de 1996, o Museu do Sertão passou a ocupar uma área de 1.045 metros quadrados. Uma instituição que tem como finalidade o resgate e a preservação da história do homem sertanejo em todos seus aspectos.

O acervo é constituído por mais de três mil objetos reunidos em coleções onde o meio ambiente, a cultura indígena, o artesanato, a moradia rural, os valores da economia, da política, da religião, da sociedade sertaneja como um todo, se apresentam em uma montagem museográfica e museológica bastante definida.

Um agradável passeio por entre as marcas do passado, presentes em pertences de vultos como Lampião - o rei do cangaço, Dom Malán - primeiro bispo de Petrolina, coronel Quelê - patriarca da família Coelho, Joãozinho do Pharol - pioneiro da imprensa escrita do interior do Nordeste e tantos outros. Um encontro também com a fauna, a flora e as evoluções tecnológicas que transformaram a caatinga ressequida em verdes campos produtivos.

As exposições permanentes estão setorizadas conforme as temáticas: Sala das Carrancas, Casa Nordestina, Rio São Francisco, Cangaço e Ícones nordestinos. Em cada espaço um detalhe novo salta aos olhos do visitante, possibilitando a compreensão e o entendimento das transformações sócio-culturais e econômicas ocorridas ao longo do tempo, na vida da terra e do homem destes sertões.

Museu do Sertão
Praça Santos Dumont, s/nº - Centro
Tels: (81) 862-1943 / 861-4953

Ambientação de Quarto Sertanejo
Sala das Carrancas
Jardim Sertanejo