Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Artes Visuais e Fotografia

Três exposições em equipamentos culturais da Fundarpe seguem em cartaz no Recife

Torre Malakoff, Estação Central Capiba e Museu do Estado de Pernambuco estão com mostras de artes visuais abertas à visitação do público

Danilo Souto Maior/Fundarpe

Danilo Souto Maior/Fundarpe

No Mepe está instalada uma exposição organizada pela Fundarpe com 47 obras de Tereza Costa Rêgo

A semana começa com três exposições promovidas em equipamentos culturais geridos pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) na capital pernambucana, como opção de cultura e lazer para a(o)s recifenses e as pessoas que visitam a cidade no período de férias. A entrada é gratuita, mas é necessário estar de máscara e com as duas doses da vacina contra o Covid em dia para a visitação das obras.

Localizado no bairro de São José, a Estação Central Capiba / Museu do Trem expõe até o dia 5 de fevereiro a mostra “Desenhos de Bordo”, da desenhista pernambucana Pollyana Queiroz. A iniciativa é um registro imagético das viagens cotidianas da artista, um diário de bordo do que ela viu e sentiu durante as idas e vindas sobre os trilhos do Metrô do Recife. A mostra conta com dezenas de desenhos feitos em sketchbooks, com canetas e marcadores coloridos. Leia mais aqui.

Danilo Souto Maior/Secult-PE/Fundarpe

Danilo Souto Maior/Secult-PE/Fundarpe

A exposição Desenhos de Bordo, no Museu do Trem, é a primeira mostra individual de Pollyana Queiroz em um museu

“É um projeto que nasceu na pandemia, com o nome de #MetrorecSubwaySketches, postado inicialmente no Instagram. Era meu passatempo da viagem enquanto ia de casa para o trabalho e voltava, observando ambulantes e passageiros”, contextualiza Pollyana Queiroz. A exposição conta com o trabalho do ilustrador Bruno Maia Giordano na curadoria e acontece também para marcar os 50 anos do Museu do Trem.

Inaugurada no último dia 20 no Museu do Estado de Pernambuco (Mepe), “Viva a Tereza” revela ao público as várias fases da pintora Tereza Costa Rêgo, o nome mais forte e pulsante do modernismo pernambucano. A exposição ocupa 607 metros quadrados e todos os ambientes do Espaço Cultural Cícero Dias. São 47 obras de várias fases da trajetória da pernambucana. Algumas delas da década de 40, quando a artista assinava “Terezinha”, outras mais recentes, mas que nunca haviam sido expostas. Saiba mais.

Danilo Souto Maior/Secult-PE

Danilo Souto Maior/Secult-PE

Obras feitas em várias fases da trajetória de Tereza Costa Rêgo fazem parte da exposição em cartaz no Mepe

A mostra, juntamente com o livro “A liberdade em vermelho” lançado pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), fazem parte do conjunto de esforços governamentais para “nacionalizar” o conhecimento sobre a extensa produção da artista pernambucana. O projeto editorial é assinado pela jornalista Joana Rozowykwiat, neta de Tereza. A exposição tem a curadoria assinada por Marcus Lontra e Bruno Albertim.

Já na Torre Malakoff, localizada na Praça do Arsenal, no Bairro do Recife, é possível conferir a exposição do artista visual Guilherme Patriota, intitulada “Fluxo Fantasia”, que reúne 42 desenhos, 75 fotografias e dois vídeos artísticos. Produzida com incentivo do Governo do Estado de Pernambuco, por meio dos recursos do Funcultura, a curadoria é de Laura Sousa e Renata Pimentel. A mostra destaca a pluralidade de Guilherme como criador de personas, seus contextos ou cenários, entre o colorido e o preto e branco, o figurativo e as formas geométricas. Veja mais aqui.

Divulgação

Divulgação

Mostra já pode ser visitada virtualmente, através do site: www.guilhermepatriota.com. A iniciativa conta com os recursos da Lei Aldir Blanc em Pernambuco

A Torre Malakoff, o Museu do Trem e o Mepe são equipamentos culturais geridos pela Fundarpe. Para o gestor da Fundação do Patrimônio Artístico e Cultural, Marcelo Canuto, as três mostras incrementam a programação cultural da cidade, como boa opção para públicos diversos. “Para quem tiver interesse de conferir as exposições, a gente faz questão de ressaltar a necessidade do cumprimento das medidas preventivas e da vacinação em dia”, ressalta o gestor.

Serviço:
Desenhos de Bordo
Quando: Até 5 de fevereiro
Onde: No Museu do Trem – Estação Central Capiba (R. Floriano Peixoto, s/n – São José, Recife).

Viva Tereza
Quando: Até 27 de março
Onde: Museu do Estado de Pernambuco (Av. Rui Barbosa, 960, Graças, Recife).

Fluxo Fantasia
Quando: Até 30 de março
Onde: Praça do Arsenal, s/n, Bairro do Recife

< voltar para home