Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Cultura popular e artesanato

Pernambuco terá representantes na reunião do Colegiado Setorial de Artesanato

Encontro do Conselho Nacional de Política Cultural acontece nos dias 27 e 28/6, em Brasília

Reunião do Colegiado de Artesanato_Casa da Cultura_IMG_0535

Reunião da Comissão Setorial de Artesanato (Foto: Costa Neto)

Membros da Comissão Setorial de Artesanato de Pernambuco se reuniram na sexta-feira (14/6), na sede da Fundarpe, com o objetivo de discutir a participação na reunião do Colegiado Setorial de Artesanato, que integra representantes da categoria, vindos de diferentes estados, no Conselho Nacional de Política Cultural, ligado ao Ministério da Cultura.

Entre as pautas propostas pelo MinC, estão a elaboração do Plano Setorial de Artesanato e a avaliação da II Conferência Nacional de Cultura. Os representantes pernambucanos da Comissão Setorial de Artesanato pretendem acrescentar ao encontro discussões sobre a regulamentação da profissão; a realização, pelo Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), de feiras nacionais de artesanato; a garantia da implantação do Sicab (Sistema de Informações de Cadastro do Artesão Brasileiro), com participação direta da categoria; o fortalecimento e a democratização dos conselhos municipais e a unificação das políticas para o artesanato.

Na reunião da comissão pernambucana, destacou-se também, dentre outras preocupações, a proposta de “discutir e buscar novas condições para o artesanato no contexto contemporâneo”, como afirmou Maria do Livramento, artesã e membro da comissão. Maria destacou que o saber tipicamente tradicional, advindo de uma tradição oral, está cada vez mais presente, com condições de interagir com outras linguagens artísticas. É o caso, por exemplo, da aproximação com as áreas de moda e design, atualmente evidentes.

Os membros da comissão setorial do estado chamaram atenção ainda para a importância do artesanato ser reconhecido como saber da cultura. “A gente não trabalha com quantidade, a gente trabalha com tradição, com cultura e valores”, destacou Nivaldo Jorge da Silva, representante pernambucano no conselho nacional e membro da comissão setorial. O essencial, disse ele, é “defender os interesses da categoria, fortalecer essas discussões e levá-las pra nível nacional”.

A reunião do Conselho Nacional de Política Cultural acontecerá nos dias 27 e 28/6 e terá dois representantes pernambucanos, o próprio Nivaldo Jorge e Ivanilda Maria, presidente do Sindarem – Sindicato dos Artesãos da Região Metropolitana do Recife.

 

 

< voltar para home