Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Design e Moda

Carol Frexeira lança o projeto de moda “Recírculo”

Designer e criadora da marca pernambucana de moda “Menina dos Olhos”, Carol Freixeira lança nesta semana o projeto “Recírculo”. Contemplada pelos recursos da Lei Aldir Blanc em Pernambuco, a iniciativa baseia-se no conceito de economia circular e propõe-se a ser uma ponte entre empresas de confecção ou costureiras que tenham sobras de produção e pessoas que necessitem desses insumos. Seja para se iniciarem no mundo da costura, ou para produzir acessórios, artigos de decoração, o que a criatividade expresse.

O Recírculo é um grupo no Facebook, criado a partir do incômodo com o próprio acúmulo de materiais da estilista Carol Frexeira, que ficam sem uso no atelier e na vontade de dar um destino melhor a todos aqueles retalhos, aviamentos e moldes. “Senti a necessidade de colocar tudo aquilo para ser transformado por novas mãos. A inspiração veio da regra básica das danças circulares, como a ciranda: uma mão você oferta, a outra você recebe. Para dançar, para que todos participem, deve-se levar alguém e se deixar conduzir ao mesmo tempo”, diz Frexeira sobre o projeto.

O Edital de Criação, Fruição e Difusão de Cultura possibilitou a estruturação da iniciativa, que tem como propósito unir quem deseja um modelo sustentável de produção e pessoas que querem produzir. “Fiquei imaginando que a minha própria vizinha poderia sentir falta de algo que estivesse em sobra em sua empresa, e que entre elas faltasse uma ponte, veio a iniciativa de construir essa comunicação. Porque é basicamente esse o papel do Recírculo, ser um ponto de encontro onde criadores compartilhem entre si, em nome de atitudes mais conscientes”, conta a designer.

Além de promover esse encontro entre quem tem excessos e quem busca materiais, o Recírculo também divulga vídeo-aulas de costura, bordado, acabamentos e diversas sugestões de produtos que podem ser criados a partir dos itens ofertados para doação ou troca, e marcas engajadas nesse processo. Além da matéria, no formato de tecidos ou aviamentos, também há a necessidade de trocar conhecimentos e compartilhar aprendizados. “Cientes do poder da informação para fazer o mundo girar. Quanto mais saberes circulam (e tornam a circular), mais pessoas podem entrar nessa dança”, convida Carol.

Para saber mais sobre a iniciativa, acesse: www.facebook.com/groups/recirculo.

< voltar para home