Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Espaços culturais

Começa nesta quinta (26) o Quintal do Bandeira, série de lives do Espaço Pasárgada

Com a cultura no centro das atenções, convidados se reunirão até dezembro, mensalmente, com transmissão às 19h pelo YouTube.com/SecultPE

Evaldo Costa, à esquerda, e Flávio Weinstein, à direita, são os convidados da primeira edição do Quintal do Bandeira

Evaldo Costa, à esquerda, e Flávio Weinstein, à direita, são os convidados da primeira edição do Quintal do Bandeira

Começa nesta quinta-feira (26), o Quintal do Bandeira, série de encontros virtuais organizados pelo Espaço Pasárgada, equipamento cultural gerenciado pela Secult-PE/Fundarpe. O projeto quer colocar os diálogos a respeito de cultura no centro das atenções, com eventos mensais, sempre a cada última quinta-feira do mês. A transmissão da conversa será às 19h, no canal: youtube.com/SecultPE, com acesso livre e gratuito. Nesta primeira edição, o tema é “Impregnado de Eternidade: Bandeira e a Memória do Recife”.

Dois convidados estão escalados para o bate-papo, que será apresentado por Marcelo Renan, coordenador de Patrimônio Imaterial da Fundarpe, e mediado por Marília Mendes, gestora do Espaço Pasárgada. O primeiro é Flávio Weinstein, que é professor da UFPE e possui doutorado em História pela UFRJ e um pós-doutorado pela Universidade Nova de Lisboa. As temáticas relacionadas à história (cultura e política) do Recife no século XX são centrais em sua atuação. É autor de “O movimento e a linha. Presença do Teatro do Estudante e d’O Gráfico Amador no Recife (1946-1964)”, pela editora UFPE.

Para debater com ele, Evaldo Costa, que é jornalista e foi presidente e membro do Conselho Editorial da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe). Criou a Bienal do Livro de Pernambuco, em 1997, e a Feira Nordestina do Livro (Fenelivro), em 2015. Foi secretário de comunicação dos governos Miguel Arraes, Eduardo Campos e Paulo Câmara. Atualmente, dirige o Arquivo Público Estadual de Pernambuco.

“Nas próximas edições, serão abordados assuntos referentes à cultura de um modo geral, nas linguagens com as quais temos nos relacionado ao longo dos anos, como literatura, poesia, teatro, cinema, patrimônio, museologia, entre outros. O nome (Quintal do Bandeira) tem como inspiração a crônica “O Quintal”, onde o poeta/cronista descreve a sua vivência infantil no quintal da casa dos seus avós maternos, hoje sede do Espaço Pasárgada. Está implícito também um jogo de palavras, dada a escolha das quintas-feiras para a realização das lives”, detalhou Marília Mendes.

Aperte o play e confira:

Serviço
Quintal do Bandeira – “Impregnado de Eternidade: Bandeira e a Memória do Recife”
Quando: 26 de agosto de 2021 (quinta-feira), às 19h
Transmissão pelo canal da Secult-PE/Fundarpe no YouTube: youtube.com/SecultPE

< voltar para home