Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Espaços culturais

Documentário sobre o pintor Cícero Dias estreia no Cinema São Luiz

O filme começa a ser exibido nesta quinta-feira (10). Na quarta-feira (16), às 15h30, haverá uma sessão especial dentro do projeto "Outras Palavras"

Divulgação

Divulgação

Longa desenvolve a ideia de liberdade cultivada pelas artes e políticas que seguem e perseguem o percurso do artista plástico, do Recife para o mundo

O Cinema São Luiz retoma suas atividades nesta semana com duas grandes estreias: o longa Cícero Dias, o Compadre de Picasso (2016) e Cegonhas – a história que não te contaram (2016). O primeiro filme trata-se de um documentário biográfico do artista plástico pernambucano Cícero Dias. Dirigido por Vladimir Carvalho, a película  encerra a trilogia do cineasta paraibano que trata das vidas de personalidades nordestinas no campo das artes. Munido de entrevistas e imagens que restauram as memórias brasileiras sobre o pintor modernista recifense, O Compadre de Picasso destaca-se também pelo saudosismo composto por imagem e trilha.

Guiado majoritariamente pela contribuição do próprio Cícero, através da voz de Othon Bastos, o documentário desenvolve a ideia de liberdade cultivada pelas artes e políticas que seguem e perseguem o percurso do artista plástico, do Recife para o mundo. Frederico Morais, crítico e historiador da arte, nos alerta logo de início da influência do contexto para o trabalho do artista. O documentário reúne as cores do engenho de Jundiá (no município de Escada, em Recife, onde nasceu e cresceu o artista) e os sons de bambu queimando para criar esse quadro audiovisual das reminiscências de Cícero. O resgate dessa memória ainda carrega as imagens de luto que refletem o humor de toda a trilogia de Carvalho. Figuras da arte nacional resgatadas, o discurso brasileiro de autonomia (Lisboa como a “continuidade do Recife“) e as falas de Suassuna são elementos celebrados no molde dessas obras. Todavia, na moldura de O Compadre de Picasso,conduz-se uma melancolia em relação às imagens, confirmada pela trilha sonora, que parece solenizar um projeto modernista do começo do século 20, na busca de uma identidade brasileira consciente (em muitos casos até civilizatória). Na quarta-feira (16), às 15h30, haverá uma sessão especial do filme dentro da programação do projeto Outras Palavras, capitaneado pela Secult-PE/Fundarpe.

Divulgação

Divulgação

Animação conta a história de uma fábrica de bebês controlada por cegonhas

Já na animação Cegonhas – a história que não te contaram acompanhamos um mundo em que as aves não entregam mais bebês (devido ao perigo atribuído ao ato de carregar bebês por longos trajetos… e porque aparentemente os humanos descobriram que existem outras formas de se fazer bebês). Com o tempo, as aves passaram a entregar pacotes, como celulares, móveis e produtos domésticos, agindo como uma espécie de SEDEX. Junior (dublado no original por Andy Samberg) é a melhor delas. Porém, após um acidente provocado pela única humana da empresa, a hiperativa órfã Tulipa (dublada por Katie Crown), a máquina de bebês é reativada, produzindo uma adorável bebê de cabelos rosas. Para que a pequena não fique sem os pais – e custe o emprego de Junior – ele e Tulipa partem em uma jornada para entregar a bebê, aprendendo valores sobre o que é ser um pai e uma mãe no processo.

Com som e projeção digitais, o São Luiz é o cinema de rua mais moderno de Pernambuco, um equipamento público sob a gerência da Secult-PE e da Fundarpe. Os ingressos custam R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Às terças, os valores caem para R$ 6 e R$ 3, respectivamente.

Confira a programação completa abaixo:
Semana: 10 a 16 de novembro

CÍCERO DIAS, O COMPADRE DE PICASSO
(Brasil, 2016, 79min.)
Gênero: Documentário | Diretor: Vladimir Carvalho
Classificação Etária: 10 anos

Sinopse: O pintor pernambucano Cicero Dias criou uma arte inigualável para o mundo. Próximo de modernista e influenciado por artistas como Pablo Picasso, Fernand Léger e Joan Miró, ele marcou a história da arte brasileira.
Dias e horários: quinta-feira (10) e sexta-feira (11), às 19h30 | sábado (12), às 17h30 | domingo (13), às 15h20 | quarta-feira (16), às 15h30.

CEGONHAS – A HISTÓRIA QUE NÃO TE CONTARAM
(Storks, EUA, 2016, 87min.)
Gênero: Animação | Diretor: Nicholas Stoller e Doug Sweetland
Classificação Etária: Livre

Sinopse: Todo mundo já sabe de onde vêm os bebês: eles são trazidos pelas cegonhas. Mas agora você vai conhecer a mega estrutura por trás desta fábrica de bebês: na verdade, as cegonhas controlam um grande empreendimento que enfrenta muitas dificuldades para coordenar todas as entregas nos horários e locais certos.
Dias e horários: sábado (12), domingo (13), terça-feira (15), às 13h30.

UM DIA DIFÍCIL
(Kkeutkkaji Ganda, Coréia do Sul, 2014, 111min.)
Gênero: Suspense, Ação, Policial | Diretor: Seong-Hoon Kim | Elenco: Lee Sun-kyun, Jin-Woong Cho e Jeong Man-Sik
Classificação Etária: 14 anos

Sinopse: Voltando do enterro de sua mãe, Gun-su (Lee Sun-kyun), detetive da polícia criminal, mata um homem em um acidente de carro. Para encobrir o caso, ele decide esconder o corpo do homem no caixão de sua mãe. Quando o caso ganha importância na polícia, seu parceiro de trabalho é nomeado para fazer a investigação. Gun-su acompanha o desenvolvimento do caso, conforme os detalhes do acidente vão sendo revelados. As coisas ficam ainda pior quando uma testemunha do acidente ameaça Gun-su.
Dias e horários: sexta-feira (11), às 17h20 | sábado (12), às 15h20.

O SILÊNCIO DO CÉU
(Brasil, Chile, 2016, 102min.)
Gênero: Drama, Suspense | Direção: Marco Dutra | Elenco: Leonardo Sbaraglia, Carolina Dieckmann, Chino Darín.
Classificação Indicativa: 16 anos

Sinopse: Diana (Carolina Dieckmann) carrega consigo um grande trauma: ela foi vítima de um estupro dentro de sua própria residência. Entretanto, ele prefere esconder o caso e não contar para ninguém. Mario (Leonardo Sbaraglia), seu marido, também tem seus próprios segredos – mistérios que, ocultos, estão matando aos poucos a relação do casal.
Dias e horários: quinta-feira (10), às 17h30 | sábado (12), às 19h20.

A PASSAGEIRA
(Magallanes, Peru, 2015, 105min.)
Gênero: Drama | Direção: Salvador del Solar | Elenco: Damian Alcazar, Magaly Solier, Federico Luppi

Sinopse: A rotina de Magallanes (Damián Alcázar), um motorista de táxi, vira de cabeça pra baixo quando Celina (Magaly Solier), uma mulher de seu passado sombrio, entra, subitamente, em seu carro. Os dois se conheceram nos anos violentos em que Magallanes foi soldado do exército peruano. Agora, em busca de redenção, o homem vai participar de um arriscado plano para ajudar Celina a superar seus graves problemas financeiros.
Dias e horários: sexta-feira (11), às 15h20 | domingo (13), às 17h20.

AQUARIUS
(Brasil, França, 2016, 141min.)
Gênero: Drama, Suspense | Direção: Kleber Mendonça Filho | Elenco: Sônia Braga, Maeve Jinkings, Irandhir Santos
Classificação Indicativa: 16 anos

Sinopse: Clara (Sonia Braga) tem 65 anos, é jornalista aposentada, viúva e mãe de três adultos. Ela mora em um apartamento localizado na Av. Boa Viagem, no Recife, onde criou seus filhos e viveu boa parte de sua vida. Interessada em construir um novo prédio no espaço, os responsáveis por uma construtora conseguiram adquirir quase todos os apartamentos do prédio, menos o dela. Por mais que tenha deixado bem claro que não pretende vendê-lo, Clara sofre todo tipo de assédio e ameaça para que mude de ideia.
Dias e horários:  quinta-feira (10), às 14h50 | domingo (13), às 19h20 | terça-feira (15), às 15h20.

< voltar para home