Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Espaços culturais

Projeto do Museu do Estado recebe choro brasileiro

Apresentação será realizada neste sábado (8) e faz parte do "Ouvindo e Fazendo Música no MEPE"

Divulgação

Neste sábado (8), às 17h, o Museu do Estado de Pernambuco (MEPE), na Zona Norte do Recife, promove mais uma edição do projeto Ouvindo e Fazendo Música no MEPE, desta vez com a participação da iniciativa Oficina Choro e Samba do Santander Cultural. Os ingressos custam R$ 5 (inteira) e R$ 2,50 (meia).

A Oficina Choro e Samba do Santander Cultural, que tem à frente o músico Mathias Pinto, comemora 10 anos de atividades ininterruptas em 2014. No repertório, uma mescla de choros gaúchos e pernambucanos, como “Harmonia Selvagem”, de Dante Santoro, “Choro Clássico”, de Plauto Cruz, e “Remexendo”, de Radamés Gnattali.

O grupo é formado por Mathias Pinto (7 cordas), Guilherme Sanches (pandeiro), Paulo Carvalho (cavaquinho solo), Fabio Azevedo (cavaquinho) e Lucia Krolow (flauta). Às 14h, haverá, no MEPE, uma oficina de choro aberta ao público em geral, mas os interessados devem solicitar a inscrição prévia através do e-mail fazendomusicanomepe@gmail.com.

A presença deste projeto do Santander Cultural, reconhecida como uma das mais importantes e longevas iniciativas na área da educação sobre a música brasileira, faz parte da temporada de novembro e dezembro do Ouvindo e Fazendo Música no MEPE. Até o final do ano, o MEPE receberá as atrações Duo Paula Bujes e Pedro Huff, Bob Log III, André Maria, MDM Duo e Paulo Porto Alegre.

História do açúcar no MEPE
O Museu do Estado também está sediando a exposição Açúcar: Um Doce Meio Amargo, desenvolvida pela fundação holandesa Noorderlicht. A mostra envolve o trabalho de seis renomados fotógrafos de vários países, sendo eles: Alejandro Chaskielberg, James Whitlow Delano, Ed Kashi, Carl de Keyzer, Tomasz Tomaszewski e Francesco Zizola.

A exposição, que ficará no MEPE até 7 de dezembro, trata da produção do açúcar no Brasil, Holanda, Indonésia e Suriname. A primeira edição brasileira da mostra aconteceu entre outubro e novembro de 2013, no Museu de Arte Contemporânea de Campinas (MACC) e foi um dos destaques do Festival de Fotografia de Campinas Hercule Florence. Em cada lugar por onde passou, a mostra incorporou aspectos regionais. Não será diferente em Pernambuco, onde teremos outras imagens relativas ao tema central da exposição, que estarão impressas em sacas de açúcar, compondo o cenário da mostra.

Serviço
Ouvindo e Fazendo Música no Museu do Estado de Pernambuco (MEPE), com o projeto Oficina Choro e Samba do Santander Cultural
Sábado (8), às 17h
Museu do Estado de Pernambuco – MEPE (Av. Rui Barbosa, 960, Graças – Recife/PE)
R$ 5 (inteira) e R$ 2,50 (meia)
Mais informações: (81) 3184-3170

< voltar para home