Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Espaços culturais

Uma viagem à primeira estação ferroviária do País

Museu do Trem atrai grande público e reforça ações educativas

Foto Jan Ribeiro

Foto Jan Ribeiro

Estação Central Capiba

A Estação Central Capiba, local que abriga o requalificado Museu do Trem, foi inaugurada em 25 de outubro de 1972 e reinaugurada no final de 2014. O Museu do trem é considerado o primeiro do Brasil e o segundo do gênero da América latina. O equipamento faz parte do cartão postal da cidade do Recife, tendo Gilberto Freyre como patrono. A estação passou por diversas intervenções e requalificações em sua estrutura física, recebeu elevador, gerador de energia elétrica, projetos de climatização, iluminação, expográfico, sistema de combate a incêndio, cenografia, equipamentos multimídia e câmeras de segurança.

Foto Jan Ribeiro

Foto Jan Ribeiro

Estudantes do Ginásio de Limoeiro visitam o espaço

O Museu do Trem conta a história ferroviária de Pernambuco. Quem passa pelo equipamento pode fazer uma viagem no tempo através da exposição Chegada e Partida – A memória do Trem em Pernambuco, que ocupa a parte térrea, o primeiro andar e a parte externa, gare da Estação Central. A mostra reúne mais de 600 peças sobre a memória ferroviária pernambucana, com fotos da primeira locomotiva e de outras estações de trens, trechos férreos, bem como cadeiras, bilheterias, vidros, janelas, carimbadores, sinalizadores, apitos, relógios e porta-bagagens que pertenceram a vagões.

Foto Jan Ribeiro

Foto Jan Ribeiro

Locomotivas a vapor na área externa

Logo na entrada do passeio, o público tem acesso a um vídeo sobre o museu e a história da indústria do ferro e do trem. Numa outra sala, intitulada O Túnel, o visitante é surpreendido com uma imagem, em 3D, de um trem que sai de um túnel e vem em sua direção. Na área externa, gare do museu, o público poderá conhecer carroças e locomotivas a vapor do início do século XX. Uma das melhores máquinas a vapor já construídas, com capacidade de puxar 70 vagões. Recursos multimídia também fazem parte da mostra, atualizando e deixando o acervo ainda mais atraente e interativo com jogos para os visitantes, no caso de agendamento prévio. Para o funcionário da estação André Cardoso, “o museu é um dos principais centro de preservação ferroviária do País e faz parte da história da mobilidade de transporte do Brasil”.

Foto Jan Ribeiro

Foto Jan Ribeiro

Sala de jogos interativos

Já para o professor Márcio José Gomes, do Ginásio de Limoeiro, “ele destaca a história da Revolução Industrial como contribuição nas construções metálicas na época e o rico acervo das peças como memória cultural”. A aluna do 9º ano do Ginásio de Limoeiro, Marília Kaylane de 14 anos, diz que “a visita ao museu é uma experiência única, estou feliz em conhecer a história ferroviária pernambucana”.

Segundo a gestora do Museu do Trem, Clarice Andrade, “no mês de janeiro, recebemos aproximadamente 5 mil visitas, entre visitantes e turistas. Muitas dessas pessoas passam pela Casa da Cultura e alguns descem no Metrô, acabam visitando o equipamento. Além disso cerca de cinco escolas visitam o local por mês”. Clarice ressalta ainda que o museu é um espaço aberto, onde é possível fazer uma viagem cultural através da história.

Serviço:

Estação Central Capiba – Museu do Trem

Travessa do Cais da Detenção, s/n, Bairro de Santo Antonio – Recife

Visitação: Terça a sexta, das 9h às 17h / Sábado, das 10h às 17h / Domingo, das 10h às 14h. Entrada Gratuita

Telefone: (81) 3184.3197 / 3184.3198

Agendamento de visitas: educativomt@gmail.com

< voltar para home