Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Estão abertas as inscrições para o 5º Funcultura da Música

Proponentes deverão se inscrever até o dia 28 de maio por meio da plataforma Prosas, ferramenta digital que permite a participação nesses editais sem uso de papel e sem sair de casa

Estão abertas as inscrições para o 5º Edital do Programa de Fomento à Produção em Música de Pernambuco, o Funcultura da Música 2020/2021. O edital irá disponibilizar o montante de R$ 4,16 milhões para projetos na área de música, o que garante o desenvolvimento da cadeia produtiva musical em suas diversas áreas. As inscrições devem ser até o dia 28 de maio, por meio da plataforma Prosas (www.cultura.pe.gov.br/editais-prosas), plataforma que facilita a seleção e o monitoramento de projetos culturais, além de universalizar o acesso ao fomento artístico por meio da internet.

O 5º Funcultura da Música é promovido pelo Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria Estadual de Cultura (Secult-PE) e Fundação do Patrimônio Histórico Artístico de Pernambuco (Fundarpe). Para participar da seleção, os proponentes deverão estar inscritos no Cadastro de Produtores Culturais (CPC).

Os recursos serão distribuídos em nove categorias: Circulação; Festivais; Gravação; Produtos e Conteúdos; Economia da Cultura; Difusão Da Rede de Equipamentos do Estado, geridos pela Secult/Fundarpe; Manutenção de Escolas de Bandas de Música e Corais; Formação e Capacitação; e Pesquisa. Para mais detalhes, acesse: www.cultura.pe.gov.br/editais/5o-edital-do-funcultura-da-musica-202020121.

Criado há 19 anos, o Funcultura tem um modelo de gestão compartilhada que envolve, além da Secult-PE e Fundarpe, instituições culturais e entidades da sociedade civil representativas da classe artística. “Incluídos os editais Funcultura Microprojeto Cultural, Funcultura Audiovisual e Funcultura Geral, e com o aporte da Agência Nacional de Cinema (Ancine), na ordem de R$ 5 milhões, o investimento feito pelo Governo de Pernambuco na seleção de projetos culturais será de R$ 37 milhões”, destaca Gilberto Freyre Neto, secretário de Cultura de Pernambuco.

“O Funcultura é a principal ferramenta de difusão cultural do Estado e a cada ano reinventa-se e incorporando as demandas da classe artística em seus novos editais. A digitalização, uma reinvindicação antiga do segmento cultural pernambucano, já está sendo uma realidade nos outros editais com inscrições abertas e vai nos permitir a otimização dos processos de seleção e pagamento dos projetos selecionados”, ressalta Marcelo Canuto, presidente da Fundarpe.

O edital anterior, o 4º Funcultura a Música (2019-2020), recebeu 239 inscrições, das quais 212 foram habilitadas e 50 aprovadas nas seguintes categorias: Circulação (12), Festivais (5), Gravação (10), Produtos e Conteúdos (6), Economia da Cultura (2), Difusão da Rede de Equipamentos do Estado geridos pela Secult-PE/Fundarpe (3), Formação e Capacitação em Música (8), e, por fim, Pesquisa Cultural (4). Não houve projetos aprovados para Manutenção de Bandas de Música (Filarmônicas), Escolas de Bandas de Música e Corais.

A ampla maioria dos projetos aprovados (98%) previa ações de acessibilidade: tradução em libras (58%), audiodescrição (34%), legendas – LSE (36%), descrição em braile (14%) e/ou adequação de espaço (52%), considerando que há projetos com mais de uma ação de acessibilidade. Já o perfil de gênero e étnico-racial dos(as) proponentes contemplados(as) foi diverso, sendo 56% autodeclarados(as) negros ou negras e 26% identificadas com o gênero feminino.

< voltar para home