Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Lei Aldir Blanc

Festival da Inteligência Coletiva (FINCO) discute cultura e criatividade

Mãe Beth de Oxum, Mestre Batman Griô, Lenne Ferreira, Filipe Thales, Cabueta Cultural, Ômega Ribeiro e Arthur Braga são alguns dos participantes desta primeira edição do projeto, realizado entre os próximos dias 30/03 (terça-feira) e 1º de abril (quinta-feira)

Durante três dias, o Festival da Inteligência Coletiva (FINCO) promove uma intensa jornada de oficinas, palestras e rodas de conversa sobre o fazer cultural a partir da perspectiva da coletividade. Idealizada pela CEÇA – Laboratório Colaborativo, a iniciativa convida importantes e diversos nomes da produção cultural para discutir e repensar caminhos criativos e coletivos para o setor, levando em conta os atuais contextos de crise. Acessibilidade, comunicação e redes coletivas são os três eixos de discussão desta primeira edição, realizada online através do YouTube entre os dias 30 (terça-feira) de março e 1º de abril (quinta-feira).

As rodas de conversa e palestras serão realizadas de forma aberta, com transmissão no YouTube. No primeiro dia, a discussão gira em torno dos direitos culturais das pessoas com deficiência, com uma palestra de Clarice Fraga (Bureau de Cultura) e mesa redonda com Marcelo Zig (Quilombo PCD) e Mestre Batman Griô (Batuqueiros do Silêncio), com mediação de Milton Carvalho (consultor em audiodescrição e analista de acessibilidade comunicacional). Já o segundo momento, voltado para o debate em torno da comunicação na cultura, terá palestra do Cabueta Cultural, personagem e influenciador digital de hábitos culturais em Pernambuco, e roda de diálogo mediada Lenne Ferreira (Aqualtune Produções e Alma Preta Jornalismo), com DJ Big e Flora Rodrigues. Por fim, o eixo de redes, coletivos e cultura colaborativa terá uma palestra de Larissa Almeida (autora de  Turismo Criativo: Uma viagem por culturas, encontros e experiências) e conversas com Arthur Braga (CEÇA), Mãe Beth de Oxum e Filipe Thales (Viva Lagoinha).

Já as três oficinas podem ser acessadas mediante inscrição, no formulário disponibilizado nas redes da CEÇA (@ceca.cc). Ela se dividem em Atitudes Acessíveis para Projetos Culturais, facilitada por Andreza Nóbrega (VouSer Acessibilidade); Giros Sankofa: Quem veio antes do ovo e da ave? Confluências para uma comunicação espiral contra hegemônica, por Ômega Ribeiro (Coletivo Bagaço) e Kit de Ferramentas para uma Cultura Colaborativa, com Brisa Angélica e Léo Compasso. Elas serão realizadas via Zoom, das 9h às 12h.

“Cada vez mais acredito que a coletividade é o caminho mais importante e necessário para a cultura e a economia criativa conseguirem atravessar toda essa turbulência que estamos vivendo. Nesse sentido, o FINCO era um sonho antigo que agora tem a oportunidade de ser concretizado, trazendo tanta gente que faz a diferença em seus fazeres culturais para a convergência dessas ideias”, explica Arthur Braga, idealizador do projeto. O FINCO é realizado com recursos da Lei Aldir Blanc em Pernambuco e as perspectivas é de que seja realizado anualmente. A programação pode ser acessada no canal do YouTube da CEÇA (http://bit.ly/finco2021) e contará com acessibilidade em Libras.

:: PROGRAMAÇÃO COMPLETA ::

DIA 30/03 (TERÇA-FEIRA) – ACESSIBILIDADE CULTURAL
9h às 12h – Oficina Atitudes Acessíveis para Projetos Culturais, com Andreza Nóbrega
16h às 17h30 – Palestra com Clarice Fraga sobre Acessibilidade na Produção Cultural
20h às 21h30 – Mesa redonda Desafios e Oportunidades para a Inclusão Cultural da Pessoa com Deficiência com Marcelo Zig (Quilombo PCD), Batman (Batuqueiros do Silêncio) e Milton Carvalho (mediação) .

DIA 31/03 (QUARTA-FEIRA) – COMUNICAR PARA COLABORAR
9h às 12h – Oficina Giros Sankofa: Quem veio antes do ovo e da ave? Confluências para uma comunicação espiral contra hegemônica com Ômega Ribeiro (Coletivo Bagaço).
16h às 17h30 – Palestra Cabueta Cultural: Uma Jornada Rumo a Valorização da Produção Pernambucana e Celebração de sua diversidade com Cabueta Cultural
20h às 21h30 – Mesa Redonda “A Comunicação na Construção de Narrativas e Saberes Culturais” com DJ Big, Flora Rodrigues e Lenne Ferreira (mediação).

DIA 01/04 (QUINTA-FEIRA) – REDES E COLETIVOS
9h às 12h – Oficina Kit de Ferramentas para uma Cultura Colaborativa com Brisa Angélica e Léo Compasso
16h às 17h30 – Palestra “A Importância da Rede na Construção de Experiências Criativas” com Larissa Almeida
20h às 21h30 – Mesa Redonda “Se Organizando para Desorganizar” com Mãe Beth de Oxum, Filipe Thales e Arthur Braga (mediação).

< voltar para home