Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Lei Aldir Blanc

Mamulengos, juventude e tradição são tema de novo episódio do podcast Raízes Sertanejas

Programa traz depoimento de Edjane Lima, da Associação Cultural dos Mamulengueiros e Artesãos de Glória de Goitá, e já pode ser ouvido pelo Spotify

O episódio desta semana do podcast “Raízes Sertanejas” disseca uma das manifestações populares mais tradicionais de Pernambuco: os mamulengos. Indo desde a origem da brincadeira aos principais nomes que elevaram a arte do mamulengo autêntico no Estado, o podcast resgata live do quadro Papo de Museu, com Edjane Lima, da Associação Cultural dos Mamulengueiros e Artesãos de Glória de Goitá, uma das regiões onde o mamulengo autêntico é preservado.

Durante os 51 minutos de duração do debate, é discutida a trajetória do brinquedo nas festas populares, os principais mestres mamulengueiros, além do trabalho de integração da juventude com a cultura local, desenvolvido pela associação na Mata Norte.

O “Raízes Sertanejas” é um produto idealizado pelo educador do Cais do Sertão Diogo do Monte, com os recursos da Lei Aldir Blanc em Pernambuco. A série reúne as análises de artistas e pesquisadores sobre a cena musical nordestina, além de episódios inéditos com aspectos da cultura sertaneja, como religiosidade e personagens históricos. Já foram disponibilizados debates acerca do protagonismo da mulher no forró, do cangaço, cultura e estética e da relação entre o sagrado e o profano.

SELEÇÃO MUSICAL - Além do podcast, o internauta interessado em cultura popular pode navegar nas playlists temáticas do Spotify do Cais. Há seleções para todos os gostos: desde repertórios dedicadas ao Rei do Baião, como “Luiz Gonzaga”, “Gonzaga em Outras Vozes” e “O Sertão cantado por Gonzaga”, a listas com sucessos de músicos da cena local, a exemplo de Cristina Amaral e Quinteto Violado. Destaque para as homenagens ao Recife, como a lista “Saudade do Recife”, proposta por Johnny Hooker, além de um tributo a Naná Vasconcelos.

O Cais do Sertão é um equipamento administrado pela Empetur e segue fechado para visitação presencial, em respeito às medidas de controle ao novo coronavírus determinadas pelo Governo de Pernambuco.

< voltar para home