Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

MÚSICA

Hugo Linns: “Publius é um artista de muitas ideias”

Esta semana, o Eu Indico traz como convidado o músico Hugo Linns, instrumentista dos mais afiados, que domina como ninguém a arte de tocar a sua viola dinâmica. Artista solo – com seu disco “Vermelhas Nuvens” -, integrante do trio instrumental Wassab – junto a Gilú Amaral e Juliano Holanda – Hugo consegue trazer as referências tradicionais em seu dedilhar, e vesti-las com roupagens audaciosas e contemporâneas.

Ao Cultura.PE e aos internautas, ele indica o disco “Solo”, de Publius Lentulus, músico conhecido por fazer parte dos grupos Rabecado e Azabumba, além de acompanhar nomes da nossa música, com Geraldo Maia e Tonino Arcoverde.

Adriano Sobral/Divulgação

Conheço Publius há muito tempo, dede a época em que ele trabalhava em dois projetos de música muito interessantes: o Rabecado e Azabumba. E, desde sempre, eu o acho um músico muito criativo, tanto nas letras quanto nos arranjos que ele cria. Além de ser um instrumentista completo, toca violão, bandolim, além de cantar muito bem – junto a Geraldo Maia, é uma das mais afinadas vozes que temos no estado.

Um artista de muitas ideias, que o fizeram chegar ao seu primeiro disco solo, não por acaso, “Solo”, onde ele conseguiu trazer, muito bem, essas referências dos anos 1970 , mas não é um “resgate”, e sim uma similaridade nos arranjos, na sonoridade. Daí, ele pode partir para ter a sua própria página na internet, um espaço bacana de confluência da sua obra. Uma das minhas faixas preferidas do disco é “Das flores escuras”, que tem uma melodia e letra muito bonitas.

Outra coisa bacana que Publius tem é a poesia apurada, com várias referências. O cara vai de Elomar, Beto Guedes, Belchior, Tonino Arcoverde e Beatles. Já pensou num cara que mistura tudo isso? É Publius“.

Conheça um pouco de “Solo”, disco de Publius:

< voltar para home