Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Espaços culturais

Projeto Saraus em Pasárgada recebe bate-papo entre Jorge Filó e Chico Pedrosa

A edição deste mês acontece nesta quinta-feira (13), às 18h30, no Espaço Pasárgada, que também contará com um Trio Pé de Serra

Jan Ribeiro

Jan Ribeiro

Jorge Filó é o convidado especial da edição do mês de junho

A edição deste mês do projeto Saraus em Pasárgada entra no clima dos festejos juninos e conta com programação especial. O evento acontecerá nesta quinta-feira, dia 13 de junho, às 18h30, quando é celebrado Santo Antônio. Por isso, nesta semana, além de ter Jorge Filó como convidado especial, recebendo Chico Pedrosa para um bate-papo, o projeto conta com o reforço de um Trio Pé de Serra para aquecer a noite. O público também pode contribuir com a noite recitando poemas no microfone aberto.

Natural do Recife e criado entre as cidades de Tuparetama, São José do Egito e Arcoverde, Jorge Filó reúne influências da cultura popular em sua poesia. Filho do também poeta Manoel Filó, Jorge executa um trabalho que é fruto da hereditariedade, que costuma chamar de “germe da poesia”, que infecta toda a família dos Filó. Hoje, também é membro da Unicordel-PE (União dos Cordelistas de Pernambuco) e produtor da banda Vates e Violas, além de manter o blog No pé da parede.

Divulgação

Divulgação

Chico Pedrosa participará de bate-papo em que falará dos seus mais 60 anos de carreira

A conversa entre ele e o paraibano Chico Pedrosa, no Saraus em Pasárgada, promove o encontro entre duas diferentes gerações da poesia nordestina. Aos 82 anos, Chico escreve folhetos de cordel há mais de 60 anos, tendo iniciado sua produção sob a influência do ambiente em que vivia no Sítio Pirpiri, no município de Guarabira, na Paraíba. Além dos cordéis, já publicou três livros e tem poemas e músicas gravadas por cantores e cantadores como Téo Azevedo, Moacir Laurentino, Sebastião da Silva, Geraldo do Norte, Lirinha dentre outros.

Lançou três CDs, chamados “Sertão Caboclo”, “Paisagem Sertaneja” e “No meu sertão é assim”, registrando assim a sua poesia oral. Ele é cultuado hoje pela geração nova, como o pessoal do “Cordel do Fogo Encantado”, que em seus shows declamam poemas desse “poeta matuto”. Nos últimos anos, tem participado de diversos shows, apresentando sua poesia ao público nacional, em especial nas grandes capitais: Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília e Recife. O seu poema mais conhecido é “Briga na Procissão”, também chamado “Jesus na cadeia”.

SERVIÇO
Saraus em Pasárgada
Quando: nesta quinta-feira, 13 de junho, às 18h30
Onde: Espaço Pasárgada (Rua da União, 263, Boa Vista – Recife)
Entrada gratuita

< voltar para home