Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

CEPC/PE

Nota de pesar – Lia do Coco

Nesta terça-feira, 16 de agosto, Pernambuco recebeu a triste notícia: “faleceu Lia do Coco”, mestra da cultura popular, griô, que deu voz a muitas letras de coco de roda praieiro, de ciranda e de bois de carnaval. O Conselho Estadual de Política Cultural de Pernambuco -  CEPC/PE, registra aqui seu pesar por esta perda. Quando morre uma pessoa com a sabedoria de Lia do Coco, milhares de vozes se calam. Vozes que precisam de uma mestra como ela para ensinar, acolher e levar a diante a missão transformadora da cultura. Nós, conselheiros e conselheiras, nos solidarizamos com a cidade de Igarassu e deixamos nossos sentimentos à família, aos amigos e agentes culturais do município por essa perda.

Sobre Lia do Coco - Nascida em Goiana no ano de 1948, foi lá com seu pai que aprendeu a cantar coco tirado do juízo como ela mesma costumava falar. Depois mudou-se para Itamaracá e finalmente para Igarassu, cidade onde fez nome e história participando das sambadas e festas locais cantando seus cocos e suas cirandas, encantando diferentes gerações com seu talento e sendo reconhecida também por toda a Região Metropolitana.

E como ela dizia:

“Quando eu morrer minha voz fica no ar. Quando se alembrar de mim bote o CD pra tocar”.

Jocimar Gonçalves
Presidente do Conselho Estadual de Política Cultural de Pernambuco

< voltar para home