Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Lei Aldir Blanc

Coletivo LabôCENA estreia o espetáculo “Frango Sem Cabeça” no YouTube

O Coletivo LabôCENA – Rede de Resistência Criativa transmite pelo YouTube nesta quarta-feira (30), a partir das 20h, o espetáculo inédito “Frango Sem Cabeça”. Contemplada pelos recursos da Lei Aldir Blanc em Pernambuco, a montagem aborda de forma crítica e carnavalesca a questão da homofobia e de como a sociedade heteronormativa ainda impõe padrões para aceitação das pessoas dissidentes em gênero e sexualidade, determinando padrões de aceitabilidade. Este experimento é fruto da contaminação de leituras dos escritos do livro “Ética Bixa – Proclamações Libertárias para uma Militância LGBTQ”, do filósofo Paco Vidarte e da autoficção do elenco.

O espetáculo utiliza elementos do teatro e da performance para recontar o caso verídico do Frango Mike, que ao ser decapitado sobreviveu por 18 meses sem a cabeça. Apropriando-se da metáfora do frango decapitado e do uso pejorativo e usual no nordeste brasileiro da palavra “frango” para se referir as identidades homossexuais afeminados. “Apropriamo-nos dos signos e símbolos que outrora seriam utilizados para nos silenciar e movemos cenas e encontros criativos de potências. Uma viagem na contramão de padrões determinados pela sociedade heteronormativa à cena, ao utilizar a metáfora de frangos decapitados, tentando sobreviver em um ambiente inóspito nada favorável à sua existência”, contam os membros do Coletivo LabôCENA.

A peça reúne artistas do circo, do teatro, da dança e da performance oriundos dos estados de Pernambuco e Rio Grande do Norte numa criação que tem a dramaturgia assinada pelo ator Ricardo Vendramini e a encenação desenvolvida de forma coletiva. A equipe técnica conta com artistas e técnicos como: Arnaldo Rodrigues, Alexsandro Silva, Franco Fonseca e Ricardo Vendramini no elenco; a direção musical de Henrique Macedo; concepção e execução de luz de Beto Trindade; criação de figurinos e maquiagem de Franco Fonseca; cenografia de Ricardo Vendramini e coreografias de Arnaldo Rodrigues.

O Coletivo LabôCENA foi criado em outubro de 2020 e tem como o intuito de trabalhar com a dramaturgia Queer, levando à cena questões inerentes aos corpos dos artistas integrantes. “Frango Sem Cabeça” é um experimento de teatro performático que dá início às atividades do coletivo.

Serviço
Espetáculo “Frango Sem Cabeça”
Quando: 30 de junho de 2021 (quarta-feira), às 20h
Transmissão pelo canal: www.youtube.com/arnaldojsrodrigues

< voltar para home