Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Lei Aldir Blanc

Sosha apresenta a exposição virtual “Caminhos de Clarice”

Partindo da efeméride dos 100 anos de nascimento da escritora Clarice Lispector, completados em 10 de dezembro de 2020, o multiartista Sosha apresenta a exposição virtual “Caminhos de Clarice”, com curadoria de Rodrigo Almeida. A proposta é composta inicialmente por dez pinturas inéditas em técnicas mistas, combinando tintas guache, acrílica, aquarela, lápis grafite e canetas polska. Trata-se de uma homenagem, mas também de uma livre interpretação de Sosha, que nos últimos meses, durante um dos períodos mais complicados e mortais da pandemia da covid-19 no Brasil, mergulhou de cabeça na vida e obra da autora. A iniciativa foi contemplada pelos recursos da Lei Aldir Blanc em Pernambuco e pode ser acessada gratuitamente no link: caminhosdeclarice.hotglue.me.

A inspiração para as telas perpassa a experiência da imigração, a amizade e paixão platônica pelo amigo gay Lúcio Cardoso, a relação com o filho, os dilemas envolvendo saúde mental, a solidão durante as estadias fora do país e, claro, as obras de Clarice em contos, crônicas, livros, depoimentos e entrevistas. Trata-se de um encontro de linguagens e poéticas distantes no tempo, mas que estabelece cruzamentos possíveis entre a literatura e as artes visuais. Pela primeira vez em sua carreira, o artista experimenta aqui a abstração numa releitura da famosa crônica da autora sobre Mineirinho. A exposição fica no ar por tempo indeterminado.

Ao falar sobre o processo, Sosha afirma que “tudo foi muito intenso. Eu lido bastante com a escola do expressionismo, então as telas têm muitas camadas e isso parte muito de um sentimento que eu deixo me atravessar. No caso, eu me deixei atravessar pela vida da Clarice, pelas obras da Clarice, pela inquietude, pela não obrigação de construir uma narrativa. A escrita vem me inspirando bastante. É como se eu lesse algo e eu conseguisse traduzir isso para pintura. Foi bem intenso, foi muito intenso e ao mesmo tempo foi muito interessante fazer essa pesquisa, acho que é uma pesquisa para a vida toda”.

Além das 10 obras, a exposição conta com uma conversa entre curador e artista, assim como um mapa de processos, com vídeos, anotações, esboços, trechos de obras, performances e croquis produzidos com ferramentas digitais, complementado pela impactante última entrevista dada por Clarice Lispector na TV Cultura em 1977. Tudo isso podendo ser acompanhado pelas músicas de uma playlist feita especialmente por Sosha, com um apanhado do que ele estava escutando durante a produção das telas.

ARTISTA - Sosha é responsável pela realização de sete curtas-metragens, dentre os quais destacamos os títulos “Metrópole”, “A lenda do Galeto Vegano” (em codireção com Amandla Veludo) e “Recife XXI”, todos produzidos de forma inteiramente independente. Autônomo e autodidata, o artista já explorou diferentes linguagens ao longo de sua carreira, atuando entre outras coisas como DJ, perfomer, maquiador e figurinista. Nos últimos anos, Sosha vem se dedicando quase que exclusivamente ao universo da pintura. Por meio de telas de diferentes dimensões, que combinam técnicas e materiais, o artista aposta num sofisticado jogo entre rostos, corpos, cores e fundos apresentando um elegante repertório de imagens. “Caminhos de Clarice” é sua segunda exposição individual, sucedendo a primeira “Cloridrato de sertralina”, realizada em 2019, composta por 12 pinturas.

Para conhecer mais sobre o projeto:
Instagram: @museu24h
Youtube: www.youtube.com/channel/UCyuyj9G6ztl01ynSu9OZ_xA

Serviço
CAMINHOS DE CLARICE – SOSHA
Link da exposição: caminhosdeclarice.hotglue.me

< voltar para home