Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Carnaval 2018

Pernambuco: Nosso Carnaval não tem igual

Mais de 500 artistas, sendo 270 mestres e grupos da cultura popular marcam o Carnaval de Pernambuco, que acontece em dezenas de cidades do estado, com destaque para a valorização das manifestações típicas deste ciclo, como frevo, maracatu e caboclinhos.


Carnaval plural, de várias cores, ritmos, origens e histórias. Assim é o Carnaval de Pernambuco, que exalta e celebra as tradições da Região Metropolitana, Zona da Mata, Agreste e Sertão. O Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura/Fundarpe e Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer/Empetur, investe no fortalecimento das identidades culturais de cada região pernambucana. A programação – que inclui shows em palcos e desfiles de cortejos populares nas ruas – acontece em dezenas de municípios e conta este ano com a participação de mais de 270 mestres da Cultura Popular do estado. Mais de 90% da grade é ocupada por artistas pernambucanos, num Carnaval que garante que expressões como o frevo, maracatu, caboclinhos, bois, la ursas, papangus, entre outras brincadeiras específicas de regiões do estado, sejam contempladas e valorizadas. Em torno de R$ 20 milhões estão sendo investidos na folia.

Celeiro de diversas linguagens da cultura pernambucana, a Casa da Cultura é um ponto importante da programação. Em torno de trinta apresentações estão programadas até sexta-feira (13), a partir das 14h, com entrada aberta ao público, que poderá assistir a apresentações de grupos de frevo, ursos, bois, afoxés, maracatus, circenses, coco e bandas, entre outras atrações. Outra novidade este ano é a inclusão de um novo polo, na praia de Maracaípe, onde bandas da música mais urbana e contemporânea de Pernambuco encontraram espaço e um público que quer aliar Carnaval com o descanso que o litoral oferece. Passam por Maracaípe bandas como Eddie, Erasto Vasconcelos, Siba, Karina Buhr com o show Secos e Molhados, Mundo Livre S/A, Junio Barreto, entre outros.

A importância da cultura popular no Carnaval de Pernambuco se fortalece ainda com ações como o Encontro de Coco de Pernambuco e o 25º Encontro Estadual dos Maracatus de Baque Solto de Pernambuco. O coco vai tomar o Mercado da Ribeira, em Olinda, nos dias 11 e 12 de fevereiro, a partir das 18h. Mais de vinte atrações dividem-se nos dois dias do evento, com nomes importantes do ritmo no estado, tais como Selma do Coco, Aurinha do Coco, Ana Lúcia do Coco, Zé de Teté, Mestre Galo Preto, Coco do Amaro Branco, Coco de Umbigada, Zeca do Rolete, entre outros.

Os maracatus apresentam-se na Cidade Tabajara (Olinda), dia 16 de fevereiro a partir das 9h; e em Aliança, nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro. Ao todo serão 101 grupos se apresentando. Entre eles, Pinguim de Araçoiaba, Piaba de Ouro, Gavião Misterioso, Leão Vencedor de Carpina, Leão Formoso de Tracunhaém, Cambindinha de Araçoiaba, Beija Flor de Aliança, leão Mimoso de Buenos Aires, leão Formoso de Feira Nova, Cambinda Nova de Lagoa de Itaenga, leão Vencedor de Chã de Alegria, Camelo da Vila de Glória do Goitá, Águia Dourada de Carpina, entre outros. O Carnaval de Pernambuco acolhe ainda o Encontro de Afoxés, no Mercado da Ribeira (Olinda), na quarta-feira (18).

A programação do carnaval pernambucano acontece nas cidades de Arcoverde, Belém do São Francisco, Bezerros, Catende, Chã de Alegria, Goiana, Ipojuca, Itamaracá, Nazaré da Mata, Paudalho, Pesqueira, Petrolina, Salgueiro, Surubim, Tamandaré, Timbaúba, Triunfo e Vitória de Santo Antão. Além dessas cidades, o Governo entra com uma participação especial no Carnaval de Recife e Olinda, através de uma parceria que visa fortalecer ainda mais a folia nesses dois maiores polos carnavalescos do estado. Também há apoio para o Carnaval de Paulista, Bom Jardim, Aliança, Palmares, Maracaípe, Itapissuma, Passira, Ferreiros, Condado, Primavera e Sanharó.

PROGRAMAÇÃO – A programação do Carnaval de Pernambuco é formada através de parcerias entre o Governo do Estado e as prefeituras. A programação artística de cada cidade é montada em conjunto, considerando os artistas que enviaram propostas de show, através de convocatória, além dos que são convidados. Os artistas são contratados para shows em palcos e cortejos de rua. É um modelo que visa dar espaço para todos os gostos e estilos, priorizando o que é próprio do Carnaval, em cada município. Neste formato de Carnaval, questões como montagem dos palcos, som, iluminação, segurança privada e ordenamento do trânsito são responsabilidades assumidas pelas prefeituras com o intuito de acolher bem artistas e público.

“O Carnaval do Governo de Pernambuco é uma união do carnaval que cada cidade pernambucana já realiza. Cada uma delas tem sua história, brincadeiras, tradições, gostos, e nessa montagem maior buscamos respeitar cada lugar. Cabe ao Governo do Estado garantir a manutenção das diversas tradições, das orquestras de frevo, dos maracatus da Zona Norte, dos papangus de Bezerros, os caretas de Triunfo. No Carnaval todas essas manifestações ganham novo fôlego para continuarem sua história”, pontua o secretário de Cultura Marcelino Granja.

“A promoção do Governo no Carnaval vai além da festa que garante para sua população, é também uma forma de apresentar culturalmente suas cidades e permitir a circulação dos artistas, sobretudo os mais ligados ao Carnaval, promovendo ainda um diálogo importante para seu próprio fortalecimento”, diz Márcia Souto, presidente da Fundarpe.

TURISMO – Em 2014, Pernambuco recebeu em torno de um milhão e trezentos mil visitantes. A expectativa para 2015 é que este número passe de 1,4 milhão. De acordo com a Associação Brasileira da Industria Hoteleira, a ocupação hoteleira de Pernambuco no período gira em torno de 85%. “Como tem acontecido de forma exemplar nos últimos anos, o Governo do Estado irá manter a tradição e realizará um Carnaval que valoriza os artistas locais, além de plural e para todos os gostos. Queremos que os turistas conheçam o que de melhor tem na cultura do nosso estado, seja em Nazaré da Mata, apreciando os maracatus, seja em Bezerros, com os papangus, nas ladeiras de Olinda, ou escutando muito frevo no Recife. A programação respeita as tradições de cada lugar para que o turista conheça os grandes artistas de Pernambuco, que aliás são maioria na grade de Carnaval do estado”, reforça o secretário de Turismo do Estado, Felipe Carreras.

CAT´s - Já no clima carnavalesco, os Centros de Atendimento ao Turista (CATs) funcionarão em horários especiais. Os CATs contarão com equipe ampliada e será disponibilizada uma grande quantidade de material promocional. Também serão instalados duas unidades móveis em dois grandes polos do Carnaval de Pernambuco: Bezerros e Nazaré da Mata. “Todos os CATs do estado possuem atendentes bilíngues que irão fornecer, além da programação do Carnaval, informações turísticas de Pernambuco para que o turista tenha vontade de voltar pós-Carnaval”, destaca o presidente da Empresa de Turismo de Pernambuco – Governador Eduardo Campos (Empetur), Luís Eduardo Antunes.

DESTAQUES DO CARNAVAL 2015

Grandes atrações: Alceu Valença, Claudionor Germano, Toni Garrido, Fundo de Quintal, Diogo Nogueira, Lia Sophia, Jamil e uma Noite, Banda Eva, Nando Cordel, Grupo Revelação, Sem Compromisso, Elba Ramalho, Fafá de Belém, Lirinha, Patusco, Quinteto Violado, Spok Frevo, Maestro Forró, Cezzinha, Josildo Sá, Alcymar Monteiro, Família Salustiano, Antônio Carlos Nóbrega, entre outros.

Agremiações Tradicionais do Carnaval – Presença garantida no Carnaval de Pernambuco de importantes grupos carnavalescos, tais como Gigante do Samba, Coco de Umbigada, Flor da Lira de Olinda, Vassourinhas de Olinda, Maracatu Estrela Brilhante do Recife, Clube Carnavalesco Misto Bola de Ouro, Afoxé Alafin Oyó, Bloco das Flores, Marim dos Caetés, Clube Elefante de Olinda, Maracatu Raízes de Pai Adão, Bloco Carnavalesco e Cultural Caiporas de Pesqueira, Cambindas Velhas de Pesqueira, Clube de Boneco Seu Malaquias, Coco das Irmãs Lopes, Caretas de Triunfo,Troça Cachorro do Homem do Miúdo, Clube de Bonecos Seu Malaquias, Banhistas do Pina, entre outros.

Encontro de Maracatu de Baque Solto – Cento e um grupos de maracatu de baque solto, de mais de trinta cidades de Pernambuco – a maioria da Mata Norte – se apresentam nos dias 15, 16 e 17 em Olinda e Aliança

Encontro de Coco – Celeiro da tradição do coco, a cidade de Olinda abrigará um encontro dos maiores coquistas de Pernambuco, dias 11 e 12 de fevereiro, no Mercado da Ribeira, no Sítio Histórico.

Patrimônios Vivos de Pernambuco na Programação – O Homem da Meia Noite, Maracatu Carnavalesco Misto Leão Coroado, Mestre Galo Preto, Caboclinho Sete Flechas do Recife, Orquestra Capa Bode, Orquestra Revoltosa, Selma do Coco, Orquestra Euterpina de Timbaúba, Maestro Duda, Maestro Ademir Araújo, Maracatu Estrela Brilhante de Igarassu, Maracatu Estrela de Ouro de Aliança e Lia de Itamaracá.

Frevo – Valorização do ritmo centenário em todos os polos, com destaque para grandes artistas do frevo tais como os maestros Duda, Ademir Araújo, Spok, Claudionor Germano, André Rio, Marrom Brasileiro, Coral Edgard Moares, Nena Queiroga, Nono Germano, André Rio. Em Nazaré da Mata, o palco frevo abre espaço apenas para orquestras de frevos, todos os dias. Passarão por lá as orquestras Revoltosa, Capabode, Saboeira, 15 de Novembro, Banda Musical Curica, entre outros.

Rec Beat – O Governo também apoia ações que propõem a diversidade musical do Carnaval pernambucano, como o festival Rec Beat, através de nomes como DJ Dolores, Lucas e Orquestra dos Prazeres, Jam da Silva e Juçara Marçal.

Maracaípe – Este ano, será montado um palco em Maracaípe para aproveitar a grande quantidade de turistas que irão curtir o Carnaval em uma das praias mais procuradas do estado. Tocam por lá as bandas Eddie, Academia da Berlinda, Siba, Orquestra Contemporânea de Olinda, Mundo Livre S/A, entre outros.

Confira AQUI a programação completa. (Atualizada em 13 de fevereiro)

 

< voltar para home