Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Festival de Inverno

Vencedores do 2º Prêmio Pernambuco de Literatura lançam livros em Garanhuns

Escritores também participaram de uma mesa redonda sobre a nova literatura pernambucana.

Por: Ana Beatriz Caldas

Em mais um evento pensado para estimular a leitura e redimensionar o espaço da literatura no Festival de Inverno de Garanhuns, o coordenador de Literatura da Secretaria de Cultura do Estado, Wellington de Melo, mediou um debate com os quatro autores pernambucanos premiados no II Prêmio Pernambuco de Literatura na noite dessa quarta-feira (22). O palco para as discussões foi a Praça da Palavra, onde os escritores Rômulo Lapenda de Melo, Tadeu Sarmento, Wander Shirukaya e Helder Herik puderam falar sobre suas obras, influências e opiniões sobre o cenário literário estadual, além de lançar oficialmente os livros premiados na edição de 2014 do concurso, editados pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) – também responsável pelo relançamento de “A cabra sonhadora”, livro da homenageada do 25º FIG, Luzilá Gonçalves.

Léo Caldas/Secult-PE

Léo Caldas/Secult-PE

Wellington de Melo mediou mesa redonda com os escritores Tadeu Sarmento, Wander Shirukaya, Helder Herik e Rômulo Lapenda de Melo

Segundo Wellington de Melo, eventos como esse auxiliaram a Praça da Palavra a dobrar seu número de visitantes em relação ao ano passado e a mesa com os vencedores, intitulada “Nova literatura pernambucana: manual de instruções”, foi vista como uma das maneiras de trazer maior visibilidade à produção literária do estado. “Esse prêmio foi uma iniciativa da Secult e da Fundarpe para valorizar boas obras pernambucanas que, de outro modo, poderiam não alcançar um público tão grande. No momento em que um autor é premiado, há maior expectativa e conhecimento sobre suas obras que, aliados a esse tipo de mediação, trazem maior prestígio aos autores locais“, explicou.

Um exemplo dessa contrapartida foi o lançamento do vencedor do I Prêmio, Bruno Liberal, que realizou, também na noite dessa quarta, o lançamento de seu segundo livro, ansiosamente esperado por leitores, imprensa e crítica especializada. Para o escritor Rômulo Lapenda de Melo, o prêmio também serve como estímulo para que os autores procurem, cada vez mais, intensificar sua escrita. “Premiações são como selos de qualidade, então, junto com a visibilidade, vem o peso de manter o nível, não decepcionar os leitores. Esse peso é muito importante para o processo criativo, porque, apesar da pressão, o autor precisa pôr o melhor de si em suas obras“, disse.

Léo Caldas/Secult-PE

Léo Caldas/Secult-PE

O garanhuense Helder Herik foi um dos escritores premiados na 2ª edição do Prêmio

Único vencedor garanhuense do prêmio, o professor e escritor Helder Herik foi agraciado pelo seu quinto livro de poemas, “Rinoceronte dromedário”, em que continua a se utilizar de sua “poesia visual”, fortemente influenciada por João Cabral de Melo Neto, mas com uma linguagem que considera mais madura, social e filosófica. Além de citar outras referências para a construção de suas obras, como os também poetas Manuel Bandeira e Carlos Drummond de Andrade e a figura lúdica de sua avó, a quem dedica todos os escritos publicados, Helder ressaltou a riqueza da poesia pernambucana, que, segundo ele, ainda é pouco conhecida.

Fui o único premiado nessa categoria, mas sei que a poesia feita em Pernambuco é muito boa, tem autores excelentes, só precisa ser mais difundida. A Praça da Palavra tem sido fundamental para esse alcance, pois, a cada ano, tem tomado mais espaço no festival. Antes, os escritores e leitores ficavam a mercê, procurando espaços esporádicos para discutir poesia e literatura em geral. Iniciativas como essa são essenciais para fomentar nossa literatura e divulgar nossos autores“, celebrou.

Vencedores do II Prêmio Pernambuco de Literatura

Ascensão e queda – Wander Shirukaya (Romance)
Associação Robert Walser para sósias anônimos – Tadeu Sarmento (Romance)
Dois nós na gravata – Rômulo Lapenda de Melo (Contos)
Rinoceronte dromedário – Helder Herik (Poesia)

O resultado do III Prêmio Pernambuco de Literatura (edição 2015) será divulgado na primeira quinzena de agosto.

< voltar para home