Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Começa o Ciclo de Capacitação Regionalizada do Funcultura

Primeira etapa de oficinas vai contemplar 12 municípios do Estado

A Secult-PE e Fundarpe dão início, nesta segunda-feira (23), à primeira etapa do Ciclo de Capacitação do Funcultura Geral e da Música. Entre as cidades contempladas nesse primeiro momento, estão: Pesqueira (23 e 24/1), Agrestina (25 e 26/1), Brejo da Madre de Deus (27 e 28/1), Petrolândia (23 e 24/1), Belém de São Francisco (24/1 e 25/1), Petrolina (26 e 27/1), Afogados da Ingazeira (23 e 24/1), São José do Egito (24 e 25/1), Santa Cruz do Capibaribe (24 e 25/1), Surubim (25 e 26/1), Escada (25 e 26/1) e Aliança (27/1).

O Secretário de Cultura de Pernambuco, Marcelino Granja, destaca que a ideia do Ciclo de Capacitação é “ampliar o processo de descentralização e regionalização do Funcultura, para que mais artistas e produtores culturais conheçam os editais, se inscrevam e possam ser contemplados pelos recursos do Fundo”.

Para a Presidente da Fundarpe, Márcia Souto, a programação “tende a contribuir com o desenvolvimento das diversas cadeias da cultura a partir da apresentação dos editais 2016/2017; do repasse de informações sobre elaboração de projetos; e da apresentação de termos e formulários específicos do Funcultura”. O roteiro das cidades foi pensado a partir de um mapeamento que cruza a demanda dos próprios municípios com a quantidade de projetos já aprovados em edições anteriores.

Confira aqui o calendário das oficinas.

A gerente de Formação Cultural da Secult-PE, Tarciana Portella destaca as oficinas descentralizadas na Região Metropolitana do Recife como novidade desta edição. “Dessa vez, as atividades passarão por áreas mais afastadas do grande centro, como o Compaz do Alto de Santa Teresinha e o Nascedouro de Peixinhos”. O calendário das oficinas da RMR começa no dia 2/2 (terça-feira).

Outro destaque é a criação do Birô de Atendimento, que funcionará a partir do dia 7/2, no Espaço Pasárgada, das 9h às 17h. “Após o término do Ciclo de Capacitação do Funcultura Geral e da Música, os coordenadores e assessores das linguagens da Secult-PE e Fundarpe farão um atendimento presencial com os produtores e artistas, a fim de esclarecer suas dúvidas e detalhar como eles podem se inscrever nas linhas de cada área”, adiantou a gerente.

FUNCULTURA GERAL E DA MÚSICA – O edital Funcultura Geral vai incentivar com R$ 17,5 milhões a produção, a difusão, a pesquisa e a formação nas seguintes linguagens artísticas e áreas culturais: Artesanato; Artes Plásticas e Gráficas; Circo; Cultura popular; Dança; Design e Moda; Fotografia; Gastronomia; Literatura; Ópera; Patrimônio; e Teatro. Existe ainda a categoria Artes Integradas, que possibilita projetos que promovam o diálogo entre diferentes linguagens. Já o edital da Música aprimora as áreas e linhas de ação que já eram contempladas, quando o segmento estava dentro do edital geral, com a diferença de mais recursos e portanto mais projetos contemplados nesta área. Nessa primeira edição, estão garantidos R$ 4,55 milhões exclusivamente para os projetos ligados à cadeia da música no Estado.

< voltar para home