Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

De forma híbrida, Curta na Serra inicia jornada de suas mostras audiovisuais

O Curta na Serra, mostra audiovisual que tem como objetivo difundir a cultura do cinema no Agreste pernambucano, dá início às atividades da sua terceira edição, na próxima segunda-feira (24). Com incentivo do Governo do Estado de Pernambuco, por meio dos recursos do Funcultura, o evento vai exibir neste ano 35 curtas-metragens nacionais, divididos em panoramas temáticos, que serão exibidos pelo evento, de forma on-line e gratuita, por meio do site www.curtanaserra.com.br. As obras podem ser conferidas pelo público até o dia 31 de janeiro (segunda-feira). Essa é a primeira edição do Curta na Serra realizada em formato híbrido.

De acordo com o cineasta Marlom Meirelles, que assina a produção executiva da mostra, uma das novidades desta edição é o recorte nacional na seleção das obras. “Nas primeiras edições, tivemos filmes voltados para Pernambuco e, posteriormente, para o Nordeste, tendo como intuito apresentar estes recortes da cinematografia local para um público não familiarizado com o formato de curta-metragem. Nesta terceira edição, trazemos um escopo nacional que apresenta ao público toda a pluralidade de olhares e sotaques do Brasil”, diz Marlom.

Para a mostra, o curador Vitor Búrigo separou os curtas-metragens em três panoramas temáticos, cada um com dez obras. São eles: “É Preciso Estar Atento e Forte”; com importantes – e urgentes – pautas sociais; “Fantástico Imaginário”, uma seleção com narrativas fantasiosas, mas ainda assim próximas da realidade; e “O Tempo ao Redor”, com histórias que atravessam estações. Cada um dos conjuntos abriga obras dos mais diversos gêneros cinematográficos, assim é possível conferir documentários, ficção, animação e ainda filmes experimentais.

“A intenção é oferecer uma variedade de histórias e narrativas que aproximam os indivíduos da cultura do cinema e de suas identidades, sem deixar de envolver nessa relação temas sociais e políticos. A ideia é promover cultura e também debates e reflexões”, explica Búrigo, que fará a mediação de debates entre público e realizadores após as exibições das obras.

O Curta na Serra também realiza duas mostras temáticas especiais, essas mediadas por Marlom Meirelles. A primeira, “Mostra Homenagem Katia Mesel”, é um tributo à vida e obra da cineasta pernambucana, a primeira mulher a dirigir um filme longa-metragem em Pernambuco e a participar de um festival de cinema brasileiro. Katia é uma das homenageadas do evento ao lado de Das Neves, artista plástica natural de Bezerros. Na mostra em homenagem a Katia, serão exibidas as obras “Sulanca” e “Recife de Dentro Pra Fora”.

A segunda mostra especial, “Mostra Ver Ouvindo”, abriga filmes com recursos de acessibilidade comunicacional em audiodescrição, LSE (legendas para surdos e ensurdecidos) e Libras (tradução para a Língua Brasileira de Sinais). Aqui o público poderá conferir os documentários “O Rio: Um Itinerário Poético”, “Cabocolino” e “Ethxô Nandudya”.

Sediado por Bezerros, município localizado a 100 km da capital pernambucana, o Curta na Serra, além de promover uma mostra gratuita e online de curtas-metragens nacionais, também abrigou em sua programação atividades formativas, culturais e ecológicas, realizadas de forma descentralizada.

O evento é uma realização da produtora Eixo Audiovisual, com apoio da Prefeitura de Bezerros. Também são parceiros do evento o CNA, a TV Pernambuco, Centro de Artesanato de Pernambuco – Unidade Bezerros, Festival Ver Ouvindo, Revista Jurema, Laurentur, MUCA, Bodega de Véio, Pousada Serra Negra, Pousada das Artes e Restaurante Mirante Serra Negra.

Saiba mais: www.curtanaserra.com.br.

< voltar para home